O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

8/26/2009

Maquiavelicos



Detalhe é quando tu percebe assim, como se te falassem as claras, que tudo não passa de um planinho bobo de vingancinha tardia... meio que sente o prazer em palavras de conforto, e isso é claro.

O passo a passo de um esquema maquiavélico sem precedentes de culpas, porém, com a artimanha de orcas tentando pegar filhotes de focas pra jogar como bolas... Não sei bem ainda como resolver essas coisas, mas eu as percebo claramente hoje em dia. O lance seria anular tal energia, fazer perder a força...

Um campeonato de formigas vermelhas e negras começa e, no meio da partida um lance errado do juiz transforma o jogo em uma guerra. Qualquer coisa é motivo e todos clamam por justiça. Estou eu no meio dessa fornalha... mas eu só respiro!

Quanto mais se fala... mas se perde a razão.

8/09/2009

Uma brecha que seja...



Então, foi muito divertido assim, rever amigos no fim de semana, como há muito não faço. Mas eu ando tão sem saco!!!

Hoje eu pensei bem e me disse: se me derem uma brecha, uma unica e miserável brecha que seja, eu escapo!

Pulo foraaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!


TI METE!!!

8/07/2009

Linguicero - Dicrô



Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Seu Manoel teve uma crise
De nervoso até caiu
Agarrado no saco vazio
Da lingüiça que sumiu
A filha do seu Manoel
Gritou: daqui ninguém saí
Enquanto não devolver
A lingüiça do Papai!!!

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Seu Manoel é linguiceiro
Desde o tempo de menino
Vende lingüiça de boi,
De cavalo e de suíno
A mulher do seu Manoel
Virou tudo do avesso
Dizendo: é lingüiça da grossa
Só pelo cheiro eu conheço!!!

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Foi um trelê lê danado
Revistaram muita gente
Encontraram uma negona
Vendendo cachorro quente
Foi ai que o pau comeu
Chamaram até camburão
Prenderam a negona
Coma a lingüiça do Manoel na mão!
Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão

Roubaram a Lingüiça do Manoel
E como se não bastasse
Jogaram o saco no chão