O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

6/29/2009

Uma História Muito Ruim!



Sabe essas histórias que acabam servindo pra lições nas nossas vidas? Mas são sempre histórias muito ruins, por isso, se não quiser entrar, não entre mesmo. Pare daqui e procure algo mais divertido pra ti, agora, se entrou, exatamente apois esse parágrafo, começo minha história:

Trata-se de um guri, filho de uma dona que, ficou sozinho, ele e a mãe, durante muito tempo da vida deles. Nesse período, ele, como era guri, sismou que deveria se preparar pra poder defender a mãe. E assim o fez, estudou judô, karate, ficou um rapaz alto, forte, bonitão e muito bem educado e muito humilde também.

Um dia, quando ele estava já esse rapaz bem preparado, sua mãe, ainda jovem, arrumou um namorado e se casou com ele. Esse namorado era um canalha abusado e, um dia, ameaçou-a de bater nela... Foi quando seu enorme filho se levantou das sombras do "não me meterei na sua vida, mas quero que esteja feliz" e partiu pra cima do coroa abusado e disse, apenas disse - e esse foi o erro:

- Se tocar um dedo em minha mãe, eu te arrebento!

Ao ver tamanho homem em sua frente, o abusado se recolheu e quase se mijou, mas, como todo bom covarde, planejou... planejou... e, na calada da noite escura daqueles que pulam de moitas pra surpreender sua presa, esse nojento ordinário, com uma faca na mão, esfaqueou o guri honrado, que só queria proteger sua mãe.

Então, o gigante amoroso, caiu por terra morto, e o selvagem matusquela, sorriu feliz vitorioso, achando ter acabado com seu maior problema. O único que impediria de se mostrar macho encima de uma mulher indefesa...

Pois então, moral da história é simples como beber água... não se ameça um canalha. Se quer bater, bata! Não faça uma mente obscura ter medo de ti.

6/21/2009

O Meu Papel, não fiz o meu papel...



Foi algo que me veio agora, e é doido, cheguei a rir. Pois foi como se a ficha caísse agora mesmo!!! Alias, só caiu agora sim!

Lento... muito lento, porém, ainda muito divertido! No fim do ano passado eu recebi uma ameaça muito séria:

P. - Vamos para Pouco Importa em Janeiro! E não aceito não como resposta! Esse é o último ano que consigo pegar passagens, temos que ir, entendeu?

Eu sempre respondo sim nessas ameaças, sempre! Porém nunca vou... só que dessa vez eu respondi sim e me preparei pra ir. Não fiz o meu papel, entende? Resumindo: o dia foi se aproximando e, de repente, estava eu com malas e cuias prontas e tendo que ouvir questões profundas dos medos dos outros, como se já não bastassem os meus... e assim foi, uma sequencia interminável de, "vamos!?" "vambora!!" e nada acontecendo... Eu não fiz o meu papel!!!

Deve ter sido engraçado ver que se desiste das coisas não mais por minha causa... o que eu achei estranho é, porque nunca carregava a real culpa disso e, isso de certa forma, me colocava como uma pessoa fria pra mim mesmo... uma pessoa sem consideração. Porém, sempre tranquilo nesse sentido. Eu não queria ir mesmo, eu falei que não gosto de viajar pra todos nesse planeta, e mesmo assim insistiam tanto que o sim era uma forma de parar com as buzinas. Mas jamais iria, isso tava claro o tempo todo!

Só que esse ano, não atuei bem... não fiz o meu papel. De repente, agora, o vento da culpa começou a ficar suave como uma brisa que mas da prazer do que medo...

6/15/2009

Comunicação DGIPAU!



O Convite - por e-mail:

E.G.

QUEM confirmar tera o nome na lista na porta.
Mulheres na lista nao pagam até meia noite
Homens na lista pagam R$ 20,00 até meia noite.

a Resposta - por e-mail:

Eu para E.G.

data 15 de junho de 2009 16:50

é uma festa pra lésbicas, ou é uma festa pra assumir q mulheres ganham menos q homens e são pobre coitadas q precisam ir nas festas onde homens pagam pra ver se arrumam um sustento?


minutos depois:

E. G. para mim

mostrar detalhes 16:53 (1 minuto atrás)


deve ser como todas as da noite que machistas acham q ter mais mulheres é sempre mais viavel...

conclusão:

eu para E.G.

mostrar detalhes 16:55 (1 minuto atrás)


nossa, é uma festa pra machista q usam mulheres como iscas? e mulheres ainda prestam a esse papel? q evolução!!!

6/08/2009

Lenita Lopez



Oi, querido! Quer entretenimento???

O FINO DA FOSSA, dia 18/06, às 19h,

Baden Powell (Copacabana). Av NS de Copacabana, 360 - Copacabana
Rio de Janeiro - RJ, 22020001 TEL: (0xx)21 2548-0421‎ 0xx)21 2548-0492‎

essa mulher canta muito!!! mo DIVA!!!



Trechos do show O FINO DA FOSSA - Teatro Municipal Café Pequeno (01/11/08) - Com Lenita Lopez (voz), Adaury Júnior (piano e acordeon) e Bruno Repsold (contrabaixo). Direção Musical e arranjos: Dôdo Ferreira




IMPERDÍVEL!!!

6/07/2009

Saca o q é se sentir radiante?



Tu sabe o que é isso?...
Então vai falando porque ta foda de entender aí...

Nossa!!! Que coisa doidaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

O que a Gente sabe até agora?



Eu nunca sei direito se estou sabendo usar todos meus conhecimentos de maneira correta, pois eu nunca analiso bem o que eu sei até agora. Pois acabei aprendendo muitas coisas e deixando muitas coisas até uma metade de um caminho q o fim do aprendizado nunca chega.

Reunindo todas as minhas informações um "porque?" de extensão desproporcional ficou flutuando como um prédio de toneladas preste a cair na minha cabeça. Então juntei todos os meu conhecimentos e busco o que devo dizer pra manter esse "porque?" flutuando ou se não ele me me esmaga.

Então, o que a gente sabe até agora? Digo a gente porque sei que não sou um só... é isso... aguardando carregar as respostas.