O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

4/30/2005

JÁ TA NO AR!!!



O Beto - q é bom pacas nestas merdas de fazer site - deixou eu criar a cara nova dos GRITADORES!!!



TÁ NO AR!!! PQP, TO ME ACHANDO!!!

Nesse Site da pra vcs verem os integrantes - uns brotos fortões com cara de chuchu - da pra ver vidéo da banda - com Servio Tulio - da pra ver as LINDAS CAPAS DOS CDS - q eu acho q foi tudo feito pela LU - a marida do Beto q é linda de mais e é um ET, ex-irmã do Coelho (palhaço traidor)

4/28/2005

Para Um Amigo



Billie Holiday - I ONLY HAVE EYES FOR YOU


Al Dubin / Harry Warren

My love must be a kind of blind love,
I can't see anyone but you
And dear, I wonder if you find love,
an optical illusion, too?
Are the stars out tonight?
I don't know if it's cloudy or bright cause I only
have eyes for you.
The moon may be high,
but I can't see a thing in the sky,
cause I only have eyes for you.
I don't know if we're in a garden,
or on a crowded avenue.
You are here, so am I.
Maybe millions of people go by but they all disappear from view,

and I only have eyes for you.


Onírico Ataque



Entre Sonho e Realidade

... eu estava na mesa do bar com amigos, o A. passou e eu o chamei. Ele tava distante e parecia seguir alguém que não vi, ele me viu chamar, parou, fez que vinha na minha direção e parou, seu olhar era distante. Virou-se pra onde ele vinha e foi embora. Alguém me perguntou; "O que deu nele?" - não tirei os olhos dele, e respondi, "Vou na casa de A." E fui...

... eu tava no bar com ST. Mal cheguei, o J. ligou pra ST. - "Vem para cá, quero ver um vídeo contigo..." - ST. Não pode ir, não quis ir, G. chegou, B. chegou... hora de sair do bar, eu e G pra um lado - "Não quero andar sozinho, vou com G." - B e ST pro outro...

... cheguei na casa do A. com M. e aí falamos sobre as festas que o A. fazia e quebravam tudo... A casa de A. tinha sido invadida por uma enorme raiz de uma enorme árvore... eu e M. sentamos na raiz e ficamos a conversar e vimos que o A. não estava lá. Passou um gato - "Não sabia que A. tinha um gato?!" - M. respondeu - "Mas não tem..." Entramos na casa e Jogamos as roupas na rua, muitas roupas com insetos lindíssimos por elas...Lembro-me de um "Louva Deus" palito, verde cinza e com azas de libélula. "Magnífico", eu disse..."Estragam as Roupas!" - M. disse...

... falávamos de barata no bar. G. teimou comigo que barata é nocivo a saúde. St. Falou que não era e falou de outros insetos... respeitamos os insetos... "Mas eu mato baratas!" - disse G. e depois falou de um grilo lindo e verde, com asas estranhas e que pousou em sua orelha - uma certa vez - esperança, o nome do bicho... eu disse...

... eu e M. escolhemos roupas e saímos, tava já muito escuro. Já éramos mais pessoas indo para a casa de P., tínhamos um francês entre nós - não sabia se sabia realmente quem era aquele cara - ele era estranho, parecia estar bem bêbado e pegou a roupa errada, pegou uma camisola e a camisola não entrava nele. Ele ria muito, eu o levei a casa de P., lá consertavam roupas... Tinha muita gente querendo entrar, só entrou eu e o gringo... Na camisola um grande Gato Negro. "Veste isso" - eu falei - "Mas não cabe.." - Ele disse - "Tenta..." Ele vestiu e a camisola lhe caiu tão bem que ele ficou até mais bonito... Como um romano... A bebedeira passou dele, e ele entro na casa com uma intimidade, parecia que era dali ele. P. apareceu e me chamou pra ir ao jardim... No Jardim faziam um desenho no chão, um hexágono enorme e um menor dentro. Colocavam olhos de vidro nas pontas e falavam sobre o cio dos gatos, sobre quando eles entram na idade sexual, e sobre a vontade de ir pra rua... riam enquanto comentavam, e eu vi um gato lindo, felpudo q sempre brincava com P. - "Você cria esse gato?" - P. responde; "Claro..."

... encontrei o A². na rua acompanhado de alguém, falaram de teatro, de folclore e de mudarem pra uma casa pequena, porém com um quintal enorme! Um quintal enorme... cheio de espaço... 900m²... A². estava com planos e amando a nova casa, que ainda não estava pronta...

...no jardim de P. começou um ritual de acasalamento - foi o que eles disseram - sobre a saída do gato, "ir para a rua". Me colocaram no meio do hexágono e ficaram nas pontas orando, em língua que não reconheci. Eu entrei em tranze... flutuei, senti meu espírito sair... e rodar... uma música vinha na minha mente..."hora do gatinho ir pra rua..." - vozes infantis de fantasmas - "Tenho horror de fantasmas" - pensei
O ritual acabava, todos saíam e eu ficava no jardim, vendo tudo diferente, em câmera lenta e muito rápido. P. vem ao jardim chorando - não de tristeza, de emoção explosiva - e me dá um copo com um liquido - "Bebe isso" - falava entre soluços.

...eu tava na UERJ e muitas pessoas entrando na porta. Eu tava esperando W. e V. para ir falar com D. Estava esperando e um gato lindo veio até mim, pulou no balcão do meu lado e começou a se esfregar em mim... Um homem fala; "Engraçado, nunca vi ele fazer isso com ninguém... e eu trabalho aqui a muito tempo!" Eu nem respondo, carinho um pouco o gato... W. chega, vamos até V. e subimos pra ver D. Ficamos perdidos nos corredores da UERJ e V. fala; "Tem muitos alunos que se suicidaram dessas rampas..." "Eu entendo." - digo - "Prédio horroroso, sombrio... parece um enorme hospício, ou um presídio... sei lá!"

Tem mais coisas... mas paro por aí, não é censura, é que to enlouquecendo mesmo...

4/24/2005

Chuchu fez um ano!



Nossa, que o tempo vem passando eu meio que já sei faz é tempo, agora, saber que a Chuchu está agora fazendo um ano aqui com a gente é de explodir de alegria. Ela é linda e hoje eu vi que ela já não é mais tão pequena, tão tampinha mesmo, de pequenininha, de ficar no colinho, de ficar embrulhadinha, de dormir juntinho... Aí que dó que me dá.

Perdendo a minha garotinha para o tempo, sim, porque o tempo engole a gente... vai marcando a nossa passagem por aqui, vai levando a gente pro centro do funil... Mas eu não me importo, pois eu aprendi - com o tempo mesmo e seu funil - a curtir os momentos que estamos juntos...

Não quero falar do tempo, alias, caguei pra ele! Hoje foi o primeiro ano "viva" de Chuchu.... e ela tá linda! Ou tava... afinal, agorinha se fará uma ano, e um dia...





Ah... Dane-se o tempo!




Que nervoso...

4/23/2005

Hoje tem!



Vai rolar show do Paulinho da Viola de gratiz aqui na praia de Icaraí... eu vou!!!



Dona Esther - foda seu blog, hem? - num aceita meus comentários nem rezando... e olha que tenho tentado e muiiito!!!

Salve Ogum

4/22/2005

Gritadores me Presenteiam



A melhor banda do universo, pelo menos do meu universo, me deu um presentinho. Usou o espaço do flog deles pra colocar uma ilustração minha.

QUANTA HONRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu to podendo...


Os Bichos - Gritadores

Mico leão dourado
Baleia Azul
Lobo guará
Vai toma no cu
Morte aos bichos inúteis
Não serve pra nada
Morte aos bichos úteis
Quero comer uma carne assada!
Casaquinho de pele
Pra esquentar no frio
Sapatinho de couro
Isso é o fino
Brinco de marfim
É o maior barato
É só ir armado
Pro meio do mato
Morte aos bichos inúteis
Não serve pra nada
Morte aos bichos úteis
Quero comer uma carne assada!
Morte aos bichos inúteis
Não serve pra nada
Morte aos bichos úteis
Quero comer uma carne assada!
Yeh Yeh

Eu mijo de rir disso!!! MUI PUNK!!! ADOROOOOOOOOO!!!

4/20/2005

Papa de cu é Rola!



Sai o nosso Doce Carol Sopadeletrinhas e entra o Nome de ração de cachorro Dog Alemão.
Grandes Merdas!!! Um dia o mundo acorda e essa gente vai ser queimada em praça pública... Bando de cuzão filho do capeta!!!

4/19/2005

Vai Rapido!



Acabei de fazer o BROG da Raqk



Vai lá vê, antes que ela tire do ar!! VAI RÁPIDO!!!

Carta ao Ministro Gilberto Gil


Brasília, 1º de março de 2005

Meu caro ministro Gilberto Gil,

Não tive o privilégio de conhecer, na íntegra, o seu comentado panegírico sobre a música brasileira. Tomei conhecimento, pela Internet, de um trecho apenas.

Rogo sua ministerial licença para reproduzi-lo e, sobre ele, tecer um pequeno mas sincero comentário:

"É..., bom..., eu queria dizer que a metáfora da música brasileira na globalização efetiva dos carentes objetos da sinergia fizeram a pluralização chegar aos ouvidos eternos da geografia assimétrica da melodia..." (sic)

Não sei se realmente se trata de um discurso ou se é parte da letra de alguma música sua.

Depois de várias leituras, continuei sem entender o que a "mente brilhante" de V. Exa. queria dizer, mas acredito tratar-se de algo muito importante para a música. Afinal, o senhor é o ministro da Cultura e um famoso cantor/compositor (embora seu estilo musical não seja o de minha preferência).

Diante da imponência intelectual de V. Exa., senti-me um verdadeiro grão de nada e, tomado por um repentino desespero, comecei a acreditar que burrice e incapacidade - algo muito comum em nossos dias - estavam embotando a minha modesta inteligência. É claro que não tenho a pretensão de ser tão preparado e sábio quanto o senhor. Contudo, imaginava-me capaz de, pelo menos, entender o que escrevem as pessoas, entre elas, o nosso preclaro Ministro da Cultura.

Comecei, então, a amargar uma incontida tristeza até que, num domingo de fevereiro (13.02.05), lendo o Correio Braziliense, verifiquei que não sou o único que não entendeu bulhufas do que o senhor quis dizer. A professora Dad Squarisi também não "pescou" nada. Como vê, estou em excelente companhia, pois Dad Squarisi dispensa qualquer comentário.

Parece-me, caro ministro, que os próceres do PT estão dando um "banho de cultura" no povo brasileiro.

Outro dia foi o palavroso presidente Lula que se saiu com esta:

"O holocausto foi um período obsceno na história da nossa nação. Quero dizer, na história deste século. Mas todos vivemos neste século. Eu não vivi nesse século..." (sic)

Percebo que o senhor e o presidente Lula têm uma grande afinidade cultural: ambos conseguem se expressar com uma clareza de causar inveja em nossos acadêmicos imortais.

Estou plenamente convencido de que o PT é um bando de cabeças à procura de idéias.

Meu caro ministro, sem perder a elegância e desconsiderando o estupro intelectual de que estamos sendo vítimas quase que diariamente, devo dizer que, com a "Caríssima Trindade" (Lula da Silva na presidência, o senhor no Ministério da Cultura e Severino na cabeceira da Câmara), para que o Brasil ingresse no seleto e restrito grupo dos desenvolvidos falta apenas o sargento Garcia prender o Zorro. É só esperar.

Receba V. Exa. minhas efusivas, candentes, inequívocas e indefectíveis profalsas (esta saudação não é minha. Foi dita pelo inesquecível e "Bem Amado" Paulo Gracindo, no papel do extraordinário personagem Odorico Paraguassu). Considero-a bem apropriada para encerrar esta carta.

Continue escrevendo, meu caro ministro, afinal de contas precisamos afastar essa onda de tristeza que está tomando conta do nosso povo.

Sinceramente,

GERALDO JOSÉ CHAVES



4/18/2005

Outro Sonho...



...estava eu no trem, num vagão só pra mim, e lá fora fazia calor. O trem andava devagar, e eu apreciava a paisagem enquanto fumava narguilé e tomava chá de menta. Assim que passávamos por uma planície semi-árido vi uma "manada" - acho que é esse o coletivo - de Gazela Thomson que correram para acompanhar o trem, uma ficou bem perto da minha janela e eu até sentia o cheiro almiscarado dela. Não sei porque, assoprei a fumaça que aspirava na cara dela e isso a fez parar subitamente, como quem não entende. Eu saí na janela para olhar a gazela parada vendo o trem indo... olhando curiosa e não percebendo a aproximação de um guepardo. Eu tentei gritar, me apavorei e quando o guepardo saltou, eu acordei...



4/14/2005

A Bronca!



Segundo Kibe:

A. chega torto, dia 24 de dezembro, em casa...

Pai de A. - A., sente-se aqui! - A. senta - O Senhor anda bebendo de mais! - andando pra lá e pra cá - Fumando de mais! Não faz nenhuma atividade física! Acha que essa casa aqui é um... é um...

Mãe de A. - Um hotel! - gritando de dentro da casa...

Pai de A. - Um Hotel! Entra e sai sem falar com ninguém!!! - parando de frente pro filho - Pois saiba que nós te amamos e temos que conversar!!!

Kibe explode em gargalhadas, tem que sair da casa...

Fim da bronca, até onde nosso informante pode relatar.



no msn


Jana diz:
hehehehe
Cláu diz:
consegui!!!!!!!!!!!!!!!
Jana diz:
kd?
Cláu diz:
o que?
Jana diz:
num sei, rssss
Eu diz:
kkkkkkkkkkkk loucas
Jana diz:
rsssss
Cláu diz:
a coisa tá feia não?

4/13/2005

Veio de Porcas e Parafusei aqui tb...



É uma corrente e se quebrar, perderá os dentes!!!


"Trata-se de propagação de uma entrevista sobre Literatura da Língua Portuguesa.
As perguntas são sobre a relação do entrevistado, na condição de leitor, com a literatura.
E o fato de respondermos a estas perguntas, sem ameaçar a privacidade de cada um de nós, ajuda a revelar o perfil de cada um.
É bom sabermos o que aqueles com os quais nos relacionamos lêem.
Talvez outras perguntas pudessem ser formuladas, mas estas são básicas e, em se tratando de generalização, é melhor assim.

Devo responder às perguntas da entrevista, reproduzindo-a aqui.
Ao mesmo tempo, devo indicar outras pessoas - no mínimo três.
As pessoas indicadas por mim, caso aceitem, deverão fazer o mesmo que eu."

A seguir, a entrevista e as indicações.

Ex-Libris da Tugosfera

Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?

O Alquimista... do Seu Machado

Já alguma vez ficaste apanhadinho(a) por um personagem de ficção?

Um dos loucos eloqüentes desse livro, é a minha cara... o q arma a revolução dos cangicas e acaba no hospício. Mas não só esse, aliás, eu só leio livro q eu me vejo em algum personagem dentro dele, assim me livro do peso de ser um ator sem personagem, um frustrado de carterinha...

Qual foi o último livro que compraste?

Eu ganhei - Thér'ese Desqueyroux, Mauriac François (da Shirley Rox)... Mas não foi o ultimo q li...

Qual o último livro que leste?

... o ultimo q li foi o desagradável Codigo de Deu20. Puta bosta sem sentido...

Que livros estás a ler?

nenhum... no momento nenhum mesmo... ai q saco, vou catar um livro aqui agora!!!

Que livros (5) levarias para uma ilha deserta?

puta merda... nenhum q já tenha lido, mas... gostaria de levar, além dos livros, gente pra trepar e tinta pra pintar, pode? Não suportaria ficar numa ilha deserta sem nada pra fazer além de ler... sou muito assanhado pra isso.

A quem vais passar este testemunho (três pessoas) e por quê?

Shirley Rox - Raqk - Via Oral... Pq eu quero, e ninguém manda em mim... ta!!!

4/12/2005

Atrás da Beleza




To meio que quase enlouquecendo, mesmo! Queria tanto ta trancado numa torre monumentalmente alta, sem nada alem de tintas e telas, e acordar pintando e dormir pintando e num parar até morrer... Só penso em tintas, só em formas estranhas, devo estar louco mesmo... Queria pintar muito.

Queria pintar meus amigos, meus dedos, minhas bactérias do estomago, minhas janelas com peixes passando, queria muito pintar e não ter mais que falar. Queria estar lá, na torre fria, ar rarefeito, preso, comendo tinta, pintando com o pum!!!

Juro, só penso nisso. Pinturas estranhas, todas sem menor senso, sem menor compromisso sem dedicatória, tudo minha, só minha!

Com frio nas mãos, sem colchão, só pedra e pincel por tudo qu'é lugar e tinta, toda as latas de tintas - a base d´água, porque sou alérgico - que houver nesse mundo... tudo meu!!!

E foda-se esse momentos ruins!!! WHO LET THE DOG OUT!? AH! Muita música também!!!

Genial!!! To rindo muiiito, principalmente a parte que fala que eu to na torre tacando baldes e baldes de tintas na cabeça do povo... adorei!!! é bem esse o espírito da coisa!!! Tive que passar pra cá.

"Teatro Café Pequeno apresenta: "Rapunzel atirou suas latas e depois atirou a bacia também". Adaptação do conto - Rapunzel jogue suas tranças. O doce moço de tranças, que navegava pelado em sua bacia de alumínio numa noite de natal, se esconde dos malucos que o perseguiam. Em uma alta torre, descobre a felicidade ao atirar galões de tintas, pincéis, hidrocor, giz-de-cera, 4 colas plásticas, 6 lixas pretas, 16 borrachas, 20 telas e um estojo completo de 24 cores de canetinhas cheirosas, pela janela da torre, nos malucos de Niterói. O q Rapunzel não sabia é que tio Novox chegaria repentinamente para ajudá-lo, com suas adagas voadoras. Não percam!!!" - Miriam

4/10/2005

Mas uma sobre sonhos...



Eu tive uma noite ótima ontem, com pizzas, massas e ótima companhia de Shirley Rox e F. E voltei pra casa feliz e leve - estranhamente leve - e fui dormir assim. Aí tive um sonho;

Sonhava que estava flutuando e não via nada. Como se estivesse acordando num barco, mas era muito apertado. Após um tempo, percebi que flutuava mesmo, mas encima de uma água turva que me levava calmamente. Eu estava numa bacia de alumínio. Foi quanto percebi que estava num rio, seguindo, a deriva, a correnteza.

Aí percebi que em uma das mãos estava carregando uma garrafa verde, de champanhe ou coisa parecida, e quando olhei pra mim, me vi nu. O pé tocava na água, que era gelada, mas não me incomodava.

Olhei a volta e fui reconhecendo o lugar, mas sem muita certeza de nada, até passar na bifurcação de Notre Dame. Eu tava no Rio Sena! Pelado, em uma bacia de alumínio, flutuando, seguindo o rio... Vi as pessoas na margem apontando pra mim, nervosas comigo... Eu devia ter bebido muito, sei lá. Tudo era muito real - real de dar nervoso de sentir cheiros - pois não me lembrava como tinha parado ali, o curso do rio não parava, a margem era alta e longe e as pessoas se aglomeravam pra me ver. Toda vez que tentava me mexer, a bacia ameaçava virar e o povo na margem gritava expressões desesperadas.

A angustia tomou conta de mim quando passei pelo Mundo Árabe e vi que estava perto da casa de Raqk e não podia parar aquilo... fui para o Jardin de Plant e seguindo até a segunda entrada para Bastillia, passei aquilo e fui... Chegando perto da fabrica vi que ficava cada vez mais foda de sair do rio, e nem as pessoas me acompanhavam mais... tentei beber o q restava na garrafa, e nada tinha... passei pela fabrica, pelo grande prédio público que não me lembro mais o nome, Paris foi ficando distante... tudo foi ficando pra trás. O Desespero foi tomando tanta conta de mim que decidi nadar...

Virei a bacia, cai no rio caudaloso, senti o frio entrando no meu corpo, esse frio foi ruim. E não senti meus braços, não senti minhas pernas, não os movia mais, só afundava... acordei ...

4/09/2005

Falar mal de alguém




Todo mundo fala mal de todo mundo, isso é fato. E pouco importa também... burro daquele que dá importância a comentários. Tá frito!

Antes me estressava também, ficava uma arara quando sabia que meu bom nome andava em bocas de Matildes, até estabelecer uma regra pra isso. "Bem, o inevitável taí - pensei eu - mas quem manda sou eu."

Foi assim que coloquei uma "regra" pro meu jogo social. Que parte do principio que; só quero saber de quem eu conheço muito bem, dito por pessoas que eu conheço muito bem e que todos temos que ser conhecidos em comum. Ex: se S.T vem falar de L.L. - sou todo ouvido - se fala mal, escuto e ainda dou meu parecer, que pode ser favorável ou contrário aos colóquios apresentados. Mas se Fulano me vem de tititi sobre Cicrano, ah... vai me desculpar, mando logo as favas. Respondo de cara - é meio que cortando o assunto - "juro pra ti que cago muitos baldes de merda pra tua vida e pra vida de quem pouco me importa, por isso, se fosse você, mudava de assunto ou saio daqui."

Claro que não sou o rei da decência! Muito pelo contrário, a bem dizer, mas me enchem o saco as perguntas que me assaltam quando só tem Fulanos e Cicranos na roda... Quem é essa gente? Pra que essa gente serve? Vem da onde esses adubos? Estão vivos pra que? E o que eu tenho haver com a vida dessa gente? Enfim, pessoas que não conheço, não me interessam. Tenho pouca memória e num vou gastar o que tenho com qualquer mané...

A partir daí, eu desenvolvi sub-regras, exceções à regra, desvios de conduita e todos pertinentes ao meu jogo social pára que não me encham o saco depois. Não vou colocar todos aqui porque, quem sou eu para tentar determinar comportamento social?! Sei que assim venho vivendo e dando importância a quem realmente tem, o que muito facilita viver.

Não quero ser colunista social mesmo... não gasto meu latim com tubos processadores de merda. Viu só?! Inevitável!! Já to eu malhando... kkkkkkkkkkkkkkk....



4/07/2005

Num sei quem foi, mas sei q é bão de mais!



véíce da minerada!...
(autor desconhecido... de mim)

Vô cuntá cumé triste, vê a veíce chegá,
vê os cabêlo caíno, vê as vista incurtá.
Vê as perna trumbicano, com priguiça de andá.
Vê "aquilo" esmoreceno, sem força prá levantá.
As carne vão sumino, vai parecêno as vêia.
As vista diminuíno e cresceno a sumbrancêia.
As coisa vão incurtano, vão aumentano as orêia.
Os ôvo dipindurano e diminuíno a pêia.
A veíce é
A veíce é uma doença que dá em todo cristão:
dói os braço, dói as perna, dói os dedo, dói a mão.
Dói o figo e a barriga, dói o rim, dói o pulmão.
Dói o fim do espinhaço, dói a corda do cunhão.
Quando a gente fica véio, tudo no mundo acuntece:
vai passano pelas rua e as menina se oferece.
A gente óia tudo, benza Deus! e agradece,
e correno vai ligêro atráis do INSS.
No tempo que eu era moço, o sol prá mim briava
Eu tinha mil namorada, tudo de bão me sobrava.
As menina mais bonita, da cidade eu bulinava.
Eu fazia todo dia, chega o bichim disbotava.
Mas tudo isso passô, faz tempo ficô prá tráis
as coisa que eu fazia, hoje num sô capaiz.
O tempo me robô tudo, de uma maneira sagaiz.
Prá falá mesmo a verdade, nem amá eu amo mais.
Quando chega os setenta, tudo no mundo embaraça.
Pega a muié, vai pra cama, aparpa, beija e abraça,
porém só dá prá duas coisa: sortá pum e achá graça.

4/05/2005

SPANGAY!




ALERTEM FILHOS, FILHAS, ESPOSA, AMIGOS, TODOS.
Muito Importante! Esses caras estão atuando em bares, estacionamentos próximos de faculdades, etc. Esse é um fato verídico que aconteceu com um professor da FAAP.

COMENTARIOS DO PROFESSOR: (leiam isso e digam se não é a coisa mai gay q vcs já leram)

Fui abordado ontem à tarde por volta das 3:30 h no estacionamento por dois homens muito elegantes, bem arrumados e perfumados(aqui começa a saga da maricotinha na pegação no estacionamento...) que me perguntaram qual tipo de perfume que eu estava usando(e ela responde; Chanel nº5, sou como Merelin...).
Respondi o nome do meu perfume e fizeram alguns comentários sobre o que continha na essência elogiando meu bom gosto(comentário; Bicha, a senhora fede q é uma maravilha!!! Viado chic taí, né creide? Veja você, Um quase Graide Chace...). Perguntaram-me então se gostaria de testar um perfume sensacional (ai ela olhou logo pro cangote do bofe mais potente e foi logo caindo de nariz)que eles estavam vendendo a um preço bem razoável, lançamento no Brasil.

Mostrou-me um frasco lindo(esse cavalo é égua, como diria pafuncia suares de oliveira pinto), mas não cheguei a ver o nome que nele estava escrito. Provavelmente eu teria concordado com a oferta se eu não tivesse recebido um e-mail, algumas semanas atrás, alertando-me para o golpe do perfume.(ui ui ui, saBichona!!!)

ISTO NÃO É PERFUME! (Da pra escutar o berro do afetado aqui)

Quando você inala, desmaia(e grita; meus sais!!!). Então eles lhe roubam a carteira, objetos e valor e algumas vezes estupram a vitima(vejam só q periga para a pilombeta!!!), e podem chegar a seqüestrá-la. Se não fosse este e-mail, provavelmente eu teria cheirado o perfume! (ta boa?! ti mete!!!) Mas graças à generosidade de um amigo virtual, fui poupado do que poderia ter acontecido comigo(tadinha... perdeu de pegar os bofinhos fedidinhos no estacionamento... malditinha amiguinha virtualzinha!!!). Gostaria de alertá-los do mesmo modo.

PESSOAL, NÃO SE ESQUEÇA, REPASSE ESTA MENSAGEM PARA O MAIOR NÚMERO DE AMIGOS! (e entre para o hol dos idiotas formadores de listas de span para vírus virtual homosexual)

E lembre-se, como dizia meu amigo D.; "Bicha burra nasce Homem!"

4/04/2005

Anita Ward - Ring My Bell



Graças a Raqk e umas garrafas de cerveja guela a dentro eu passei a ter uma compreenção melhor dessa música... aí, sempre que ela toca - como agora, por exemplo - eu imagino um dedo legal fazendo maravilhas num clitores tímido e safadinho... Bom isso. Acho legal quando entendo finalmente o que as coisas querem dizer. Só que demoro muito... Tenho bebido muito pouco, e a Raqk anda meio longe, ninguém me explica porra nenhuma. Ih, q coisa!!!



I'm glad you're home
Well, did you really miss me?
I guess you did by the look in your eye (look in your eye, look
in your eye)
Well lay back and relax while I put away the dishes
Then you and me can rock a bell

You can ring my be-e-ell, ring my bell
You can ring my be-e-ell, ring my bell
You can ring my be-e-ell, ring my bell
You can ring my be-e-ell, ring my bell

The night is young and full of possibilities
Well come on and let yourself be free
My love for you, so long I've been savin'
Tonight was made for me and you

You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ding-dong-ding)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ring-a-ling-a-ling)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ding-dong-ding)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ring-a-ling-a-ling)

(you can ring my bell, you can ring my bell
ding, dong, ding, ah-ah, ring it!
you can ring my bell, anytime, anywhere
ring it, ring it, ring it, ring it, oww!
you can ring my bell, you can ring my bell
ding, dong, ding, ah-ah, ring it!
you can ring my bell, anytime, anywhere
ring it, ring it, ring it, ring it, oww!)

You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ding-dong-ding)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ring-a-ling-a-ling)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ding-dong-ding)
You can ring my be-e-ell, ring my bell (ring my bell,
ring-a-ling-a-ling)

Tradução by Me - porque, se desgraça pouca é bobagem, putaria quanto mais melhor!!!

To feliz, tu tas em casa.
E aí, tu tas sentindo minha falta?
Te saco justo assim q olho nos olhos
Larga mão e relaxa enquanto eu dou uma lavadinha.
Ai, você e eu podemos sacudir a sinetinha!!!

Tu pode tocar minha sinetinha, toca minha sinetinha!!!

A noite é uma criança e vai rolá mo doidera.
Sendo assim, chega mais e soltas as frangas!!!
Tenho um tesão por ti a um tempão, quero tirar o atraso,
Essa noite foi feita pra mim e você.

Tu pode tocar minha sinetinha, toca minha sinetinha. Dingdong...
vai chuchuco, toca a sinetinha!!!
Tu pode tocar minha sinetinha em qualquer hora, em qualquer lugar , wow!!!