O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

6/29/2004

Gritos!


Eu adoro gritos! Eu rio de passar mal... Sempre quando alguém grita, eu caio na gargalhada, não seguro... Podem estar morrendo, eu to rindo... Bobice minha, eu sei, mas quer me matar de rir? É só soltar um berro quando tiver o maior silêncio... no cinema, em sala de aula... eu rio até me mijar todo de gritos.

Uma vez, no cinema, vendo Joana Darck - versão antigona - a Dona Joana tava indo pra fogueira, tava um silêncio - que se quebrava com os fungados dos chorões - aí, de repente um baita berro; " JOANA!!!!" - to rindo muiiito - aí a mulher num parou, e olhou!!! A voz então mandou; " Né nada não..." Dona Joana virou-se e foi andando para a fogueira... não é preciso dizer que o cinema inteiro viu a mulher morrer queimada as gargalhadas...

Eu tenho uma prima, a L., que quando era pequena ela gritava, assim, do nada... tipo, não tinha nada pra fazer; ela gritava... Era muito divertido sair com ela, porque ela gritava mesmo. Uma vez - só de lembrar já to rindo - ela deu um berro numa farmácia e um doido - ta difícil escrever - saiu correndo atrás de um guri que tava passando achando que ela tinha sido assaltada... e o guri correu por causa do grito... eu não... aí, to morrendo de rir... chega!!!

6/27/2004

Como passou rápido o que já passou...


Passa tão rápido que a gente até esquece, né verdade? Pois ontem conversava com B. e ele contava sobre suas novas manias e, entre sair com a foto do próprio piru mostrando pra todos na rua, tem a mania de bater e apanhar dos outros, de sacanagem... de brincadeira, sei lá... Só sei que B. virou-se pra mim e perguntou; "Você também tinha essas manias quanto tinha minha idade?" - Isso depois de dizer que seu nariz estava doendo de alguma porrada que tomou sem nem imaginar de quem... Eu respondi que não, tentando fazer a linho, que, mesmo não tendo passado por essas coisas, isso era muito normal... pra não assustar o guri. E a conversa continuou, acabou e só agora, quase um dia de diferença, eu me lembrei de coisas...

O fato é que, eu, estudava técnicas de teatro, há muito tempo atrás, pra fazer uma peça de Nelson Rodrigues, com uma guria especialista nisso; violência em cena. Uma das coisas que tive que aprender era, como espancar uma mulher sem machucá-la, mas passando a sensação que a coisa tava pegando fogo... Pois eu aprendi isso e contei pra uma amiga, a N., que logo se interessou em aprender... Ensinei...

Então, nessa mesma época, nós freqüentávamos o Nojento's que, graças ao Seu Zé, não podiam tocar violão lá. Era ótimo, pois sempre odiamos violão. Mas, quando saiamos do Nojento's - como aqui em nossa cidade todo mundo acha que está num cantinho de Minas - sempre tinha um pateta com um violão tocando o repertório do Clube da Esquina - ninguém merece! - e enchendo o saco...

Uma vez, eu e N. aplicamos a técnica! Chegamos no bar, e, bem perto do pateta e seu violão, dei um baita tapa na N. gritando coisas como; "Sua cadela! Eu te odeio!" N. aproveitou e caiu sobre o pateta e até meio que quebrou o violão na queda... Ainda se fazendo de tonta, se levantou e falou; "Não foi nada, não... ele ta nervoso, é assim mesmo... desculpem-me..." E assim, ela veio até onde estávamos, sentou-se e continuou a beber e a conversar como se nada tivesse acontecido... O constrangimento fez o pateta e seus discípulos pularem fora, não mais violão!!! E assim, garantimos durante muito tempo nosso conforto de não ter que ouvir blan blan blan dessa gente bicho grilo fedorenta e chata pra caralho!!!

É, preciso me desculpar com B., no fundo, éramos iguais nas idades... só penso que, eu tinha um pouco mais de senso prático...

6/26/2004

Lembra Disso!? - Arquivo Batatada 1


A grande festa de T.

T. era um megalomaníaco, ele dava festas para zilhões de pessoas... se aparecesse só milhão, ele entrava em pânico, e, Deus me livre T. em pânico. Corria a boca miúda que ficava transtornado e virava bicho. Virava um enorme gorila assassino!!! E era por isso que gostava tanto de macacos, e tinha macacos espalhados por toda sua pequena e mui chick casa.

T. era maníaco por coisas modernas também. Gastava fortunas com lançamentos seja lá do que for... Adorava um lançamento... Bem, nesse dia, fomos eu e ZieckZack encontrar T. e J. Chegamos na casa de T. e ele já veio se exibindo...

T. - Sabe o último lançamento em TVê digital?
Nós - em coro - Sabemos!!!
T. - Eu comprei!!!
Nós - em coro - Oh!!!
T. - Sabe qual o tamanho?
Nós - em coro - Não sabemos!!!
T. - Muitas polegadas a mais que a de 29...
Nós - em coro - Oh!!!
Zieck - Tem bebida?
Eu - Liga a TV!!! Liga vai!!!
J. - Coloca aquele ultimo lançamento de vídeo em realidade virtual em alta resolução que você comprou pra ele - ele sou eu - vai ver, assim ele fica quieto e não quebra nada...

A Parte - Deixa eu explicar isso... J. espalhou para a cidade toda que eu tenho mania de entrar na casa dos outros, quebrar tudo, tirar tudo do lugar e comer os doces que são pras visitas... Mentiras!!! Mas deixa pra lá... preciso acabar essa história que só confirma esse fato, mas é apenas uma coincidência.


Devidamente sentado com a televisão gigante a um palmo do meu nariz e com a bombonier do garoto no meu colo com os últimos chocolates lançados na suíça, comecei a ver o filme que era nada mais, nada menos que uma viagem de acido. Aquilo e aquele som em doube stereo foram me deixando fora do ar - achei até q havia alguma coisa naquele chocolate - meus olhos reviravam como uma hipnose...

Sorrateiramente, J. veio devagar, colocou um brinquedo - desses de corda - do meu lado e soltou, pra ver o que ia acontecer... já to rindo... não deu outra. Quando percebi, dei um baita grito de karatê e dei um baita soco na cabeça do bicho - um macaco - que se partiu em 2. Um lado ficou tendo tremeliques - por causa da corda - e o outro parado morto.

J. - berrou -Você quebrou o macaco novo de T.!!!
Eu - Quem? Eu? Mentira!!! Foi você!!!
J. - E você acabou com o chocolate novo de T.!!!
Eu - com a boca cheia de chocolate - Mentira!!! Foi o Zieck!!!
T. entra na sala e olha o macaco, seus olhos enchem d'água... um silêncio sepulcral reinou no recinto por muito tempo até Zieck quebrá-lo com um:

Zieck -animadão - Eba!!! Quebrou o macaco!!! Viva!!! Vamos beber!!! Parabéns pra você, nessa data querida!!! Muitas felicidades...

Para piorar, J. apontou o dedo na cara de T. e ficou rindo e repetindo;
J. - Eu não disse que ele quebra tudo, bagunça tudo e ainda come o doce das visitas!!! AHAHAHAHA!!! Eu avisei!!!
Zieck - pra mim - Seu imbecil!!! Você tinha que acabar com tudo!? - para T. - Calma, não fica assim, vamos abrir aquela nova garrafa de wisk que você comprou e beber pra esquecer... deixa que depois agente bate nele... - pra mim - imbecil, larga esse chocolate!!!

Claro que, com isso, J. conseguir reafirmar perante toda a cidade essas mentiras que inventou a meu respeito... Só tenho uma coisa a dizer a meu favor... eu era visita e o chocolate era pras visitas, diacho!!!

6/25/2004

MSMADs


Raqk diz: Eu amanhã trabalho as 4:30, tenho q ir mimir e de tarde tem gay pride e eu vou maquiar uma drag queen para uma sessão de fotos pra um foto-filme... vai ser divertidíssimo! A bicha já me ligou hoje pra me dizer à cor da roupa! Preto com um xale laranja, vai ficar tudo! Ai, amo drag queens!

Pato diz: Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, você é loca!!!!!!!!!!!! Vou tacar essa conversa no Batatada!!! Tô rindo muiiito!!!!!!!!!

Raqk diz: Tenho q pensar na maquiagem... mas se bem que isso sai na hora

Pato diz: Borra a cara dele, num é um dragão mesmo, sai tacando cor!

Raqk diz: ih, você hein... hehehe!!! Eu também queria me vestir de drag!

Pato diz: pô raqK, você já meio que... sei lá... Sabe, essa roupa do seu trabalho, aquilo já é bem... meio dragon's barbie...

6/24/2004

Insatisfeito?! Eu?!



Acabo de receber um telefonema do relacionamento da empresa a qual me cadastrei pra o novo celulóide* e a pergunta rolou:

- Nos da (se fizer por merecer, um dia divulgo) estamos querendo saber se o Senhor está Insatisfeito com nossa empresa...

Ora veja, não tem nem uma semana que me vejo com esse celulóide* e neguzimmm já ta querendo sabê... hummmm! Então eu descasque;

- Sabe o que é? Eu sou ciumento! Sou muito fiel e gosto quando as pessoas me tratam com a mesma fidelidade, e nada de comer fora da bacia, saca? Se não eu viro a mesa!!! Eu sei que vocês adoram fazer promoção pra catar gente na rua, e cagam pra gente que ta ali, pagando direitinho, sendo fiel aos compromissos... Já briguei com outras empresas por causa disse! Pra quem vai entrar, dá celular, casa, comida, roupa lavada... pra gente que já ta aturando a um tempo, nem uma penca de bananas!!! Odeio isso!!! Fico com ciúmes, tenho vontade de quebrar tudo e pedir divorcio na hora!!! - respirações ofegantes - E tem mais, olha o jeito que fala com a gente!!! A gente que já ta aí há um tempo... Por exemplo: Dona O. queria participar de uma promoção dessa empresa e o carinha disse que ela ia zerar sua carência, se rescindisse contrato antes de fazer um ano, teria que pagar cento e cacetada de multa... E ainda por cima, falando com aquele tom de Silvio Santos perguntando em "Tudo por Dinheiro" - remedando o Silvio Santos - "A Senhora tem certezammmm, ra ra rai!!!" Olha isso!? Pois se eu entrei nessa empresa por causa dela, como assim ameaçar tal cliente!?! Que história é essa!? Ela já ta a mais de uma ano pagando todas suas contas, não deixando furo nenhum e ainda é ameaçada!?! Vai me desculpar, mas pra entrar vocês nos dão tudo, quando estamos dentro; ameaças!!! - parando para tentar me acalmar, já estava aos berros - É isso, meu filho, não quero ser chato não, mas veja bem; vamos parando com as gracinhas e vamos vendo quem é quem nessa vida? Quero promoção, quero kits, quero cartão de feliz aniversario com presentes e quero gente ligando pra mim e me tratando muiiiiito bem, com carinho, com cuidados, com alegria... ou isso, ou saio dessa empresa!!!

É... acho que preciso namorar alguém e rápido...

nota de chulé de blog
celulóide* - neste caso, maneira imbecil de chamar o celular.

6/23/2004

Show de Samba!!!



Ontem fui a um show de samba no "piano's bar" do Vinicius de Moraes, em Ipanema... Claro que isso não significa absolutamente nada se não fosse pelo show que vi. Era uma senhora vaidosa de uns 70 e poucos anos e cheia de Energia - inclusive, esse era o nome do show - e a Dona lá era uma pimenta!

Nossa, ela se sustentou em pé por bem umas duas horas, sambando e cantando como se a idade não pudesse impedí-la de fazer o que quer... Paquerou o saxofonista "Boliviano, Argentino, Paraguaio, ou sei lá de onde" que era uma espécie de Tony Ramos - bem mais broto - naquela Novela que passou... Ela sambou com a Mulata linda que surgiu lá e, em momento nenhum, deixou a peteca cair. Mesmo com aquele penteado que, mas lembrava um enorme algodão doce na sua cabeça... que nada, nem um segundo de falta de fôlego... como se a vida fosse só até aquela noite...

Se não fosse esse sono idiota, que não sai de mim, eu teria aproveitado mais essa boa vinda ao Brasil.

Não sei com quem, acho que era com a F., eu conversava sobre essa coisa da idade, de como me sinto velho, passado, de como eu penso que meu tempo acabou, de que não tenho mais chances, de que, agora, eu tenho mais é que sentar e esperar a morte chegar... Nossa! Como ver aquela senhora linda, toda enfeitada e rebolativa, me fez bem... E justo no mesmo dia da conversa, pode? Como se alguém quisesse me dizer alguma coisa, sei lá... Agora resta saber se eu entendi o recado. Isso só o tempo dirá...

6/22/2004

Agora sim...


Não sei porque me preocupo com estilo, se Dona MD está sempre presente com suas tesouras e balangandãs para me transformar num MAURICINHO DE 12 ANOS DE IDADE!!! Que ódio!!!

Logo eu que queria ter a aparência daqueles carinhas que acabaram de acordar e foram pra rua... Adoro esse visual amarfanhado proposto pelo G. Armani nos idos da década de 80 e que voltou com toda força literal da palavra amarfanhado!

Bem, mas não tenho esse direito... Dona MD, não deixa! Eu disse; "Só o acabamento, não toca no cabelo!" e, de repente, escuto tecs tecs perto de minha orelhas!!! Olha eu com cara de guri-almofada da década de 40... Mas eu não me dei por vencido! Aposentei o shampoo!!! Sabonete na cabeça!!! E vou dormir com o cabelo molhado!!! AH Rá!!!

Todo dia, acordo com cara de "fui atropelado, mas to bem..."

6/20/2004

Coçando o Saco


Meus pensamentos bruxuleiam na minha mente, como asas de mariposas presas no lustre da sala de estar...

Pois não é que hoje eu vi um político velho, usar uma velha frase que, pra ele - talvez por ser velho - ainda acreditava fazer algum efeito. A frase era;

"Porque hoje a mulher tem muita importância no quadro político desse país..."



Engraçado, mas a palavra 'hoje' nesta frase me parece tão literal na boca dessa gente que sempre me vem a imagem daquele circo tosco, onde o domador de pudles, faz uma pudle tingida de rosa e com um frou-frou de bailarina, andar pelo picadeiro sobre duas patas e, no fim, ganha uma raçãozinha discretamente e voltar para seu lugar enquanto o domador recebe os aplausos...

E ainda, politicamente falando, tava pensando aqui, com meus botões da camiseta lisa de malha branca sem botões, no por que dessa divisão do mundo... porque alguns países são ricos e outros pobres? Qual a vantagem dessas balelas econômicas, o que elas explicam tanto?

Ai eu olhei de novo pras mariposas e vi que elas não se debatiam mais, estavam mortas, ou quase isso... Nossa, por alguns segundos, eu achei que tinha entendido tudo... Mas não sei explicar... é... continuei coçando o saco e pensando.

6/19/2004

A Corrida Maluca


Dick Vigarista
Narrador - Que incrível, o Dick Vigarista está vencendo honestamente!

Dick Vigarista - Eu vencerei essa corrida honestamente mesmo que eu tenha que fazer uma trapaça!
Folhas Mortas


Engraçado, coloquei ai do lado, no Musical'Mente, uma música de Gainsbourg que não sai da minha cabeça há tempos. Eu a escuto mentalmente e me intriga muito...

Muitas pessoas invejam o Gainsbourg porque ele era baixinho, narigudo, feio paca, bêbado, orelha de abano, fedia a cinzeiro sujo - pois fumava pacas - e, mesmo assim, comeu as mulheres mais lindas e chiques - e foram muitas - da França. Aquela que você, provavelmente, ta pensando, ele "passou na cara", com certeza.

Guainsbourg

Achei que, com essa letra o guri meio que te da a maior lição sobre a vida, como ela é e o que deve ser feito, é genial essa letra... Engraçado, tem gente que entende tudo muito rápido... não é?

Essa letra manda um recado super bem escrito de que tudo passa mesmo e quem fica num lugar vendo as coisas passarem tem mais é que aproveitar enquanto elas estão passando, não é simples de mais?!

Neguzinho tinha inveja desse cabra, não era à-toa... Mandava bem de mais.

6/17/2004

"O Pato Brincou com a Trinity

debaixo de um Pé de Caqui

O Pato saiu Rindo

e a Trinity às gargalhadas"


Caqui ou Tomate?


TrinityQ - bonjour... tô na (ninguém tem nada com isso) matando aula... que feio.

Pato - eu to em casa, no Brasil, isso sim é bem feio...

TrinityQ - hihihi.. cadê o seu senso de nacionalismo?

Pato - matei no aeroporto CDG, morreu enterrado nos escombros da queda

TrinityQ - huahaauhauua...

(ninguém tem nada com isso)

Soter - pode deixar, que essa coisa de gastar pouco é comigo mesmo, sei tudo quanto é canto lá que a gente pode ir e se divertir sem morrer numa grana...

TrinityQ - Hehehehe... gostei da parte "sem morrer numa grana"

Pato - é, sou meio "gosto de um pé na jaka" saca?

TrinityQ - saco...

Pato - gente assim tem que ter grana até o leito de morte, porque gente assim não dorme, morre e renasce todo o dia.

TrinityQ - jaca é uma fruta horrorosa, pior que fruta do conde que também é uó... que chique

Pato - não posso concordar com isso, minha princesa 2, infelizmente, com essa tu não conta comigo, adoro jaca e pinha, a única fruta que não gosto é o caqui e, mesmo assim, é porque me da nervoso quando mordo.

TrinityQ - jaca é uó! UÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ

Pato - eu adoro, como até sair pelos buracos!

TrinityQ - caqui dá nervoso? Como assim?

Pato - em mim dá... eu mordo e me arrepio todo, sei lá... ui, só de falar nisso já to arrepiado! Igual aquela parada do barulhinho do giz no quadro, saca? Odeio a textura daquela fruta gorda, putz, odeio!

TrinityQ - aaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! Giz no quadro... uuuuuuuuuiiiiiiiiii!!! Que nervoso.

Pato - ...eu acho que vou postar esse nosso dialogo que tá engraçado pra caramba!!!

TrinityQ - engraçado deve ser você comendo caqui e sentindo nervoso

Pato - pára!!! Aí viu? Trinquei os dentes.

TrinityQ - hahuahauhauhauahuaua!!! Gostei, vou te dar uma caixa de caquis no seu aniversário, quando é?

Pato - esqueci... eu nasci?

TrinityQ - e vamos tomar suco de caqui todos os dias... (ninguém tem nada com isso)

Pato - olha! eu nasci!!!

TrinityQ - nasceu, mas não espalha...

Pato - suco de caqui eu topo, tonta... O foda é morder!!! Aí q rola o perigo...

(ninguém tem nada com isso)

TrinityQ - a vida é cheia de surpresas, às vezes a gente tem que passar por algumas coisas(ninguém tem nada com isso) pra amadurecer, que nem o caqui.(ninguém tem nada com isso) hihihihi, pior que eu gosto de caqui, tem anos que não como... opa, anos que não como ? Que frase horrível.

Pato - só pra irritar, eu sei, mas se comer na minha frente eu compro uma jaca na hora e como na sua frente até peidar! Até peidar, que frase horrivel!!! kkkkkkkk

TrinityQ - estamos péssimos hoje...(ninguém tem nada com isso) ...dizem que caqui é bom pra falta de atenção...

Pato -(ninguém tem nada com isso) Aí, pára com isso!!! Que nojo!!! Caqui é bom pra tacar em gente implicante...

TrinityQ - pronto, não vou poder ver um caqui na minha frente...vou ligar a pessoa à fruta... hihihihihihi... taca em mim, então, hehehehe...

Pato - vai brincando, vai voltar vermelha e gosmenta pra casa um dia.

TrinityQ - vermelha e gosmenta?! É... hã? Eca !

Pato - caqui é assim, não?

TrinityQ - huahuahuahuahuhauuaua! É igual um tomate, você não come tomate?... fresco... fresco você, o tomate também.

Pato - ah, até parece q tu não tem frescura? Eu como tomate, na salada e cortado e nunca é mole como um caqui!

TrinityQ - huahahauhauaaua! E suco de tomate, já tomou? Blody mary?

Pato - blody mary? Ih kkkkkkkkkkkkkkk… rindo horrores!!!

TrinityQ - Num é esse o nome?

Pato - é!!!! Eu adoro

TrinityQ - nunca tomei

Pato - de boba que é, pois é foda de bom!!!

TrinityQ - mas que lembra um caqui lembra.

Pato - você que lembra um caqui, você da nervoso!!!

TrinityQ - puxa... que puxa...

Pato - kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… mas eu adoro você, o arrepio fica mais legal!!!

TrinityQ - tentando emendar o soneto, ficando pior, morde e depois sopra!

Pato - ih! igual Dona O. fala comigo!!! tõ besta

TrinityQ - Ah, lembrei que o caqui tem uma pele que não dá pra cortar direito, é mole mesmo, o tomate é mais durinho...

Pato - insuportável vou pular pela janela!!! Maldita hora que falei sobre caquis com você!!!

TrinityQ - Sinto muito, senhor Caqui… hihihihihihihihihi… Agora descobri seu ponto fraco, quando é mesmo seu aniversário?

Pato - já disse, esqueci!!!

TrinityQ - ridículo… assim você me quebra! Ia fazer uma surpresa. Ia vestida de caqui, só pra você !

Pato - 2 de dezembro de 1965… lembrei!!!

TrinityQ - hihihihihi... pelo menos não corro o risco de ser mordida

Pato - duvido!!! já falei q com vc o arrepio é bom

TrinityQ - afff! Ok, eu vou de caqui no seu aniversário e no meu você vai de Jaca Man… você faz aniversário no mesmo dia que meu irmão…interessante 1965?

Pato - ih, você vai me amar pra sempre, fico muito divertido com os pés na jaka…

TrinityQ - mas hein ?

Pato - que foi?

TrinityQ - você nasceu na época dos Beatles, que tudo, eu nasci na época do Michael Jackson cantando "don´t stop till get enough"

Pato - que tudo!!! Quando você nascia eu rebolava nas discos infantis

TrinityQ - hihihihiihihi... minha mãe adora caqui, comeu muito quando estava me esperando, devo ter cheiro de caqui até hoje... aí, tenho aula agora, preciso ir... que peninha... (ninguém tem nada com isso)

Pato - hummm, implicante como minha irmã, fala frases como minha mãe, bem, acho q vc deve ser da minha família, boa aula!!!

TrinityQ - quem sabe não sou uma prima distante? bem distante?

Pato - vou tacar esse dialogo, com censura, no meu blog. (ninguém tem nada com isso)

TrinityQ - hihihi, logo logo voltarei ao meu blog, agora mais que nunca. (ninguém tem nada com isso) Bom blog... Depois quero ler. hihihihii, vou virar celebridade e nem precisei dar caqui pra ninguém !

Pato - na casa do pato!

6/12/2004

Devo estar sonhando...


Sinto que chegou a hora de desejarmos alguma coisa, seja la o que for, mas penso que é a hora de agir. Por isso fechamos os olhos e pensamos...

Algo mais do que merecido, como uma cerveja gelada no calor
Algo suplicado, como um rio de dinheiro para as compras!
Algo romantico, uma cama cheia de gente gostosa e curiosa
Algo tranquilo como uma casa no campo, pois ainda temos campos... ou enquanto ainda tivermos campos
Algo surpreendente como um novo disco, do nosso idolo, altografado com o telefone e um desejo louco de nos conhecer...
Algo ardente, como pimenta dedo de moça espremida no prato, sem oleo, crua, antes da muqueca
Algo doce como chocolate ao leite

Sinto que me projeto pra frente, na beira de uma janela antiga... mas não caio... vôo!
Preciso dar meu beijo nos seus olhos... antes de subir nas nuvens, preciso dar mais coisas que me sobram, preciso de espaço nesse ventre livre.

Acho que devo estar sonhando...

6/11/2004

Shiiii... escuta o vento...


O Mundo perdeu mais um grande carinha...

...é ...o Mundo so tem a lamentar mesmo...


La se foi o Toshi agora sem dor, agora livre... Que Deus o abençoe.
Elvis Presley - Suspicious Minds


Olha bem pra ele e me diz...

...como não suspeitar de nada?


We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby

Why can't you see
What you're doing to me
When you don't believe a word I say?

We can't go on together
With suspicious minds
And we can't build our dreams
On suspicious minds

So, if an old friend I know
Drops by to say hello
Would I still see suspicion in your eyes?

Here we go again
Asking where I've been
You can't see these tears are real
I'm crying

We can't go on together
With suspicious minds
And be can't build our dreams
On suspicious minds

Oh let our love survive
Or dry the tears from your eyes
Let's don't let a good thing die

When honey, you know
I've never lied to you
Mmm yeah, yeah
La se foi mais um fodão



Morre na Califórnia, aos 73 anos, o cantor americano Ray Charles

"Pe na a estrada Jack! E não volte mais! Nunca mais!!! Pe nessa estrada Jack! E vê se não volta mais!!!"


O mundo ta ficando cada vez mais chato...

6/09/2004

Bobices


"Se você disser qu'eu disafino amor
Vai tomar no fiofo porqu'eu não sou cantor..."


Isso não sai da minha cabeça!!! Acho que to com saudades da Lu...

6/07/2004

...é como um...




O livro que estou lendo ta me fazendo pensar de maneira diferente, de maneira comparativa, quase como quando eu vi o filme do Peter Greenaway, The Pillow Book... O livro que eu to lendo é meio aquele livro que a mulher lê, desde pequena. Mas tem umas comparações genias para você entender momentos da vida que dariam pra entender sem que sejam comparados... Uma maneira japonesa de ver a vida, que traz muita poesia pro seu dia-a-dia, so ta me dando medo de ficar maluco; como quando eu vi um Barbapapa (Algodão Doce em Frances) gigante em uma loja em Marée e pensei que comer algodão doce era a mesma coisa que comer pentelhos - de um albino - torrados e tinjidos com suco de beterraba e gosto de morangos engolidos com a embalagem de plastico... eu ainda vou ficar bom nisso...

“A adversidade é como um longo vento forte. Não quero apenas dizer que ela nos afasta de lugares aonde poderiamos ir, mas também arranca de nos tudo, menos as coisas que não podem ser arrancadas, de modo que depois nos vemos como realmente somos, e não como gostariamos de ser.� – Sayuri (Memorias de uma Gueixa de Arthur Golden)

6/04/2004

Moi est Jeremys


J – Vuce ta aqui quanto temp?
Eu – 3 meses...
J – Não fala o franceZ?
Eu – Falo, mas...
J – Eu fala o portuguêZ!
Eu – Poie é... - risada sem graça
J – Mas aqui é França...
Eu enjoado – Se quiser, posso continuar lendo meu livro?

J rizinhos...
J atolado para abrir o vinho, eu ajudo...


J – Vuce deve ta impressionado de ver um franceZ que num sabe abri vinu...
Eu – Até que nem... Esse treco de abri vinho é complicado...
J – Como?
Eu – Nada, deixa pra la...

Silêncio

J – Vai vultar?
Eu depois de um tempo – Um dia...
J – Ta feliZ?
Eu – Porque?
J – Vai vultar?
Eu – ah...
J – Ta feliZ?
Eu – Tô...

J rizinhos...

Eu – Mas to feliz de estar aqui, também...
J – Mais vai vultar?
Eu – é...
J – Ta feliZ...
Eu – Tô
J – aha...

Deus do céu! Tem horas que minha vida é muito Esperando Godô do Samuel B.

6/03/2004

Fui ao Cemitério, beber agua e não achei...





Enqunto entrava, não achei nada de mais, não me importei com nada e nem me lixei... Mas ai olhei para o céu, e pesava como olhos em prantos e no bosque, das tumbas, olhos imaginarios pareciam estarem me vigiando, o chão brilhava humido e os corvos gralhavam escondidos nas copas das arvores frondosas, bem alimentadas, acredito que dos restos mortais dos corpos enterrados ali.

Um bosque entre tumulos, com estatuas vivas pelos limos e fungos, todos os agentes da morte presentes na santa paz, interrompida pela chuva, que veio como um choro desesperado, sem vento! Reta!

Uma pomba cortou nosso caminho, com um vôo baixo e com um galho seco no bico, deu-me um susto e me fez parar... de cada corredor, ouvia-se o rulhar das pombas que lembravam fantasmas medrosos querendo nos espantar.

Num momento, alguma coisa sorviu minha alma que dançava funebremente pelas folhas no chão e cantava strange fruit, foi quando percebi que a morte esta muito proximo e é muito mais real do que estar vivo.

A chuva, a arte, as nuvens, os corvos e o bosque, sem o vento, me deixaram frio como um defunto e leve como uma alma, mas, em momento algum, me fez sentir pena de quem ali mora... Talvez seja uma maneira interessante de morar em uma area nobre de Paris, sem gastar dinheiro... kkkkk, to brincando... hum...

6/02/2004

Fiz também li!!!






Faça você também Que
gênio-louco é você?
Uma criação de O Mundo Insano da Abyssinia




To besta, pois quando teve a escolha do filme, eu não quis escolher Laranja Mecânica com medo de ser ele... e virei ele!!! To bobo!!!