O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

4/07/2013

Sentir a SUA falta é insuportável... mas eu aguento assim, cantarolando...




Koop Islands Blues
Ane Brun :

Hello my love (Oi meu amor)
It's getting cold on this island (ta ficando frio nessa ilha)
I'm sad alone (Sinto-me triste sozinho)
I'm so sad on my own (To muito triste com minha solidão)
The truth is (Na real)
We were much too young (eramos muito novos)
Now I'm looking for you (agora fico te procurando)
Or anyone like you (ou qualquer um q seja igual a ti)

We said goodbye (dizemos adeus)
With the smile on our faces (com o sorriso na cara)
Now you're alone (agora tá aí só)
You're so sad on your own (Tão triste com sua solidão)
The truth is (Na real)
We run out of time (Perdemos mo tempão)
Now you're looking for me (Agora fica aí me caçando)
Or anyone like me (ou alguém igual a mim)

Na na na na…


Hello my love (Oi meu amor)
It's getting cold on this island (ta ficando frio nessa ilha)
I'm sad alone (Sinto-me triste sozinho)
I'm so sad on my own (To muito triste com minha solidão)
The truth is (Na real)
We were much too young (eramos muito novos)
Now I'm looking for you (agora fico te procurando)
Or anyone like you (ou qualquer um q seja igual a você)

Não tenho nada demais pra dizer


Então, eu tava em casa e eram 2 da manhã, me deu uma sede fora do comum aí fui lá fora beber água, o gato me viu e começo a miar em tom de fraseado, como se ele estivasse falando... eu comecei a responde, ele então continuou, e, do nada, me peguei falando com um gato (animal bicho listrado e cinza) durante um bom tempo em uma conversa cheias de replicas e treplicas com perguntas e respostas e - sério - nunca imaginei q esses bichos tivessem tanta curiosidade sobre a vida de um humano... foi bem legal... hj de manhã disse bom dia e ele me ignorou como se ele não entendesse a minha fala. Acredito q na madrugada eles são mais esperto... ou abriu um portal aqui... enfim...

4/06/2013

No final será o q não sei, mas será....

"Aqui também é bom lugar de se viver..." < mensagem de auto ajuda da música enigmática futurista e lúdica da MPB...

Eu não entendi nada dessa coisa negro ou branco...

Não sei se é pq eu não vivi uma discriminação racial, literalmente na pele, mas eu fiquei horas conversando sobre isso e acabei não entendendo absolutamente nada dessa coisa toda... Óbvio q existe a "diferença" gritante na cor das pessoas e se poder usar isso. Mas em se tratando de comportamento, achava eu q uma cultura brasileira deveria ser o marco da pessoa e não sua cor, porém, sei bem q - mesmo na mesma cultura - me parece q existem ramificações até mesmo históricas de como foi introduzido socialmente, esse ou aquele povo, e, só por isso, uma separação se faz necessário?!

Eu tenho em mim q esse papo de "pátria amada Brasil" não existe e se rolar uma guerra no brasil vai cada um pro seu canto e o invasor vai acabar sendo o polo pacificador de uma guerra generalizada até entre vizinhos. A gente não se ama, saca? A gente se tolera... as vezes se respeita, mas não se ama. Não é a-toa q se colocou um cara como aquele na comissão de direitos humanos e defesa das minorias e não é a-toa q pessoas com voz extremamente grosseira conseguem xingar a mãe da presidente da república em pleno plenário...

É a prova de desunião q vem na cor da pele, na sexualidade e na religiosidade - ou não - de cada um... células muito separadas e separatistas não fazem um nação mesmo.

Só sei q no decorrer da conversa, eu pensava muito em um lugar distante, na serra gaucha, bem longe, onde eu pudesse ficar na minha casa cheia de árvores e mato, cheia de mofos, insetos e animais, cheia de gente legal e sem ter a menor possibilidade de ser informado de mais nada a respeito dessa porcaria. Super assumindo o desafeto e a falta de animo pra lutar por seja lá por q for... Eu quero muito fugir, give me your love, desse lugar... baby!!! To cansado de esperar...

4/05/2013

As vezes dá una vontade...

Eu sinto uma vontade doida de comer alguma coisa q se come pela boca, mas eu nunca sei o q é. Aí sempre chego ao chocolate, nossa, se vc me visse comento chocolate nesse momento ia me prender por atentado ao pudor, pq é bem estilo, "tirem as crianças da sala"... mas qndo o chocolate acaba, a vontade não acaba. Eu chego a conclusão q não era bem o chocolate q'eu queria e ele só quebrou meu galho... depois eu penso nos casamentos q'eu acompanhei, vi acontecer... acho q é por isso q não me casarei nunca, pois não saberia se quem eu comi seria realmente quem eu queria, mesmo sendo uma delícia ter comido!!!

Logo o meu coração ateu

"o meu coração ateu
quase acreditou...
na sua mão
q não passou de um breve adeus"

Mensagem de auto ajuda da musica romântica da desilusão amorosa pelo poder de auto se iludir!




que bom - né?!

4/04/2013

2 revelações SanSei


O Sonho...

- Eu estava na faculdade, esperando o trabalho a ser passado pelo professor de diagramação. Eu sei que era pra criar uma paginação totalmente diferente, algo impressionante em forma de textos. Alguém me passou uma revista italiana e eu escolhi uma matéria na revista para montar. Pedi pra C. – não sei por que C., visto que eu tenho quase certeza que C. não sabe nem dar bom dia em italiano – traduzir a matéria pra mim e foi aí que vi que se tratava de uma linda matéria sobre sexo à distância. Um texto primoroso – se é que isso é possível – sobre pessoas que faziam sexo pela internet, por telefone, ou até mesmo por correspondência. Peguei aquele texto e criei um papiro negro com um pano velho que dei banho de cola com vinagre – porque, também não sei – e reescrevi a matéria toda com um desenho estilo Kama Sutra no centro, marcado pela diferença de cores que usei, ficou absurdamente lindo. Entreguei o trabalho com a tradução de C. que estava super bem escrito, num papel branco, mas com uma simetria maravilhosa. Assim que o trabalho foi entregue, e foi feito em tempo record – só em sonho mesmo – o meu professor leu, parou, pensou, elogiou a estética e falou; “Não é incrível isso? No fim das contas, você e C. fizeram sexo a distância e geraram até um filho, não? Com alma e tudo...” A C.estava perto ainda, mas era uma imagem refletida em um espelho, era só isso...

A Realidade...

Quando R. me ligou eu tinha acabado de falar dele, e achei isso incrível, pois não rolava combinação nenhuma de ligação aparente. Atendi o celular e conversamos um pouco, sobre viagens e vulcões. R. então revelou sua paixão por catástrofes naturais e eu falei que amo os vulcões... q adoraria morar perto de um, mesmo sabendo que aquilo poderia acabar comigo, e mesmo assim reverenciaria a potencia daquela fonte de energia magnífica. R. então me disse que me daria um motivo maior ainda pra meu amor aos vulcões só crescer, e então ele disse que Marte se tornou um planeta sem possibilidade de vida nele por conta de não ter mais vulcões ativos... eles se extinguiram muito rápido cortando assim a possibilidade do planeta ter renovação do ar devido aos gazes e, sendo assim, impediu de acontecer lá o que aconteceu aqui – o que ao meu ver foi uma baita sorte do planeta lá, porque viver com gente encima fazendo e acontecendo ninguém merece – e por isso esse planeta aqui tem essa formação de vida constante e renovadora... Oras, lindo isso, não!?... Assim que desliguei o celular, dei de cara com a televisão da portaria com a imagem de um enorme vulcão fazendo sua parte para manter esse planeta vivo, e depois a cena passava para a cara de umas pessoas aterrorizadas com aquela fúria... A fúria da vida, seria isso?!

A Conclusão

Meus dias andam tristes demais, minha vida anda presa demais em mim mesmo, meu chão se tornou uma lama pegajosa que não me deixa voar, meu cabelo me enraizou numa terra ruim, sem vida... Meus dias pararam de explodir, minha fúria cessou. Meus dias estão velhos, os macacos fugiram pra outras matas, minhas noites cansadas, as mariposas não brincam mais na luz, nem sei se há luz mais, estou cego eu acho... Meu mato morreu... Meu rio esta sujo dessa lama que me prende, e mesmo assim, eu to sorrindo pra não se transformar no espelho dessa energia que me confunde... Sendo assim, ando pintando totens, como os índios sempre fizeram, pois tenho necessidade de que algo primitivo em mim acorde, algo que olhe para um garfo e fique horas pensando pra que serve aquilo... Pois esse velho sábio que não se surpreende com nada, já me encheu o saco!!!

Já Deveria Estar Aí

Eu sempre me vejo indo a algum lugar e sempre me vejo um pouco atrasado, sempre tenho essa sensação e isso até me faz chegar cedo. Eu já deveria estar aí, é a frase q me faz soar como sino de igreja na cabeça... Mas seria bom se todo mundo não tivesse mais relógio... mais hora marcada. Tudo seria um acaso, e tudo seria mais curtido, penso eu, pq não seria estar aí um compromisso e sim um prazer... acho q falta prazeres na vida, mas prazeres simples, calmos, diáfanos - como deitar na relva e ver estrelas, como beber e dançar, como brincar com crianças, correr e gritar, olhar a lua, nadar em águas gentis e agradáveis, comer fruta no pé...

Eu queria muito ser alguém sem compromisso com nada... mas q cumpre todos seus compromissos!

é isso.

4/03/2013

Maysa "Meu Mundo Caiu"

Voltei Blog!!!

Arrumei a casa e prometo postar sempre aqui! Saí de tudo q é rede social e teremos um colóquio tete a tete só nós dois, eu e minha batatada espalhada pelo chão. Sem assunto, completamente sem assunto, mas pq eu preciso arrumar minha cabeça de vento... vou usar alguns artifícios q aprendi nos lugares por onde passe... passei mais voltei, velho e desejado blog, aqui estou eu!!! Não faço campanha contra ninguém, não serei político pq o brasil virou de fato uma cagada, uma diarreia e eu tenho nojo de merda... to tentando retomar minha vontade de me desligar um pouco da vida, aqui... Quem sabe um dia?! Olá blog do meu coração!!! Foda-se o mundo pq não me chamo Raimundo!!! Pronto.