O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

2/20/2007

Mas uma sobre sonho

Caralho! Eu tive um sonho estranho hoje, ou melhor, de ontem pra hoje que até agora eu não entendi se é uma saudade do lugar ou uma carência de farra, já que passei o carnaval inteirinho sem colocar o nariz fora de casa...

Foi o seguinte: sonhei que estava em Paris e tava bêbada de cair, com uma galera maluca, dando role pela cidade, e era fim de tarde... aí passamos pela Torre e eu pedi para parar o carro, fui correndo para o meio da Torre e tava cheio de turista lá - como sempre fica - mas eu parei bem no meio da Torre e comecei a gritar:

- I Love you, Je t’aime, ich libe du, eu te amo, jô te quiero...

As pessoas começaram a me rodear e eu não parava de gritar. Claro que começou uns malucos a fazer o mesmo – a gritar comigo – sem parar. Foi juntando uma multidão e os malucos que estavam comigo dando role pela cidade, que também estavam de cara cheia, fizeram o mesmo. Putz, a coisa tomou uma proporção gigantesca, e até o noticiário local foi parar lá. E nós lá, berrando muito!!!

Uma repórter chegou perto de mim e perguntou, porque que eu tava fazendo aquilo... Eu olhei pra ela - troncho de bebum - e sério, disse:

- Segundo Arthur H, isso é uma Torre de transmissão sideral e precisamos transmitir amor pro mundo!!! É o único jeito de acabar com a barbare... Berra tu também, quanto mais gente melhor...

E a repórter largou o microfone no chão e começou a berrar sem parar...

Eu olhei pra um canto e vi o Zé, a Raquel e a Ana igual 3 idiotas berrando pro rabo da Torre. Cheguei perto deles meio puto e falei:

- Porra, vambora beber!?! Cs ficaram retardados?! Parece idiota do Greenpeace, num fode... Raquel, quero congelar meu cu em moufftar bebendo cerveja barata na rua, porra!!!

Acordei...




Desumano isso...



Acordar no ultimo dia de carnaval depois de um sonho desses, nesse calor filho de uma puta, sem querer fazer nada alem de escrever isso pra tentar guardar na memória o que foi o melhor dia de carnaval da minha vida.

Nenhum comentário: