O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

11/30/2006

Agonias Astrológicas



Bem, ainda estou no meu inferno astral e ontem eu vi que me jogaram mesmo na mão do capeta. Cheguei a rir depois, porque cismei que as coisas da vida só servem pra isso, ri depois. Isso porque, poucos são aqueles que entendem as piadinhas divinas.

Sim, Deus é um palhaço!

Eu fiquei no Plaza ontem, falando com G. sobre Nelson Rodrigues, nossa, ela ta apaixonada pelo cara de tal forma, que tenho em mim, que ela será uma das melhores atrizes "rodriguianas" já vista por essas bandas. Só vi uma pessoa mergulhar tão fundo assim... Mas isso na verdade só serviu pra que eu pegasse uma chuva monstra ao voltar andando do Plaza até aqui - pões chão nisso* - e a coisa estranha começa agora...

Existe um morro, onde existe uma favela no meio do caminho e, no cume desse morro eu cruzei caminho com A. C. que me cumprimentou e por mim foi saldado na correria da chuva, mas isso acordou um sem noção que na minha frente andava fazendo-o virar-se pra mim e comentar:

- Esse tempo está maluco!

Oras, inocente frase e, bastou eu concordar com a cabeça pra que o bendito saído da porta do inferno grudasse em mim numa caminhada na chuva torrencial e tagaralesse a revelia. Sim, ele tinha pouco tempo para falar sobre toda sua vida amorosa pra mim! E eu com isso?!

A figura tratava-se de um cara marrento, meio grandinho, com cara de poucos amigos, ou melhor, ele era tão - como direi!? - "testoteronado" que achei melhor não discordar de nada e procurar os policiais na rua, onde eles nunca estão, é verdade... não é à-toa que os crimes acontecem, né verdade?

E o bichão falava, e falava, e falava e, eu tava tão preocupado com coisas como: "passa o celular e a grana ai prayboy!" que não me dei conta quanto a conversa entrou nesse assunto:

- Pois é, aí falei pro meu parceru: "Porra! Num fica me fazedo de palhaço não!?" pelo telefone mermu, mandei ele a merda... deve ta puto comigo agora, mas aí, foda-se... num to certo? que que tu acha? Porra, ele é casado e se envolveu comigo porque quis!!! Eu num tenho nada com a mulé dele... Ele diz que ela ta desconfiada já até comentou que nunca me vê com muié nenhuma - ele até foi legal nessa, pois falou pra ela que isso era pobrema meu e num tinha nda com isso e coisa e tal - mas eu fiquei puto porque ele veio falar comigo isso!!! Ai já falei logo: Aí, se essa maluca entra numa comigo eu te chamo e falo pra ela, fala com ele que é seu marido, eu num durmo contigo!!! Num to certo?! que que tu acha? Num fode!!! Eu num to casado com ninguém, num to me metendo em nada, num to certo?! que que tu acha? Blá blá blá num to certo?! que que tu acha?

Bem, depois de zilhões de "que que tu acha!?" - e eu me vi na praia do ingá, lugar mais seguro - resolvi responder:

- Porque tu não se envolve com gente desimpedida?

- Mas num tem!!!

Foi aí que eu quase, mas quase morri de tanto rir, e o jagunso dos infernus desandou a gargalhar também... e finalmente ele chegará onde devia estar e eu fui - ainda chovia muito - pra casa as gargalhadas, pagando um mico dos diabos no meio da rua e aliviado pois meu celular ainda estava comigo... porém, ensopado!!!

*detalhe, eu andei na chuva porque não quis pegar ônibus por conta de assalto e coisa e tal e, aqui em nessa cidade, o povo é conhecido por gostar de andar... povo aqui faz tudo andando e, por isso que eu amo, mas amo mesmo, essa cidade... é uma qualidade que supera todas as cidades que eu fiquei afim.

Nenhum comentário: