O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

4/02/2006

Sentado no Cantinho



Foi um movimento absurdamente triste, mas, impressionantemente belo. Foi quando se sentou no cantinho e abraçou as pernas e tocou o queijo no joelho... assim ficou até toda aquela luz tênue ir se apagando refletindo apenas o que restava de luz na sua pele e no brilho estranho q saía de seus olhos e boca.

Algum tempo ali parados ficamos sem dar a menor noção que ia dali sair. Ao mesmo tempo em que parecia triste dava uma sensação gostosa de alguém que "descobriu seu cantinho" que até dava inveja.

Bem, assim que resolvi me mexer, o olhar se virou pra mim e foi quanto eu percebi que não era um móvel daquela sala. A música tinha acabado naquele instante... Música linda!!! Foi quando o frio me fez pensar em café.

- Vamos tomar um café?!
- Só se tiver cigarros...
- Tem tudo aqui, vamos lá...

O cheiro do café deu um ar efêmero no ambiente, e o tabaco ajudou na construção da cena perfeita... E ninguém tinha muita vontade de parar de pensar. Nossa como pensamentos invadiam a cabeça assim como a sensação de estar sozinho - porra, grandes merdas estar aqui - que só deixavam o café amargo muito confortável e os tragos muito mais dolorosos...

Num momento, quando saiu uma fumacinha, veio a voz, junto com a voz, um texto significativo e instigante:

- Merda, queimei minha língua!!! Duvido que eu ia beber essa merda fria... Reclamar de que então? Bem feito...

Horas e horas pensando nessa merda dessa frase que parecia ser dita a mim como se um enigma tivesse sido desvendando, cheguei a essa conclusão: Porra, grandes merdas ouvir isso, logo agora... ferre-se!!!

Nenhum comentário: