O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

8/01/2005

Ciência Espiritual



Era uma pinta amarela no chão, minúscula. Mas não tirava o olho daquilo.

Como aquilo foi parar ali?

Isso instigava e dava até uma razão pra viver, descobrir. Como? O que era aquilo? Pigmento de tinta amarela? Provável... Mas nada era amarelo ali!?! Como caiu isso ali?... e porque tão pouco assim? As questões aumentavam conforme o tempo, a ansiedade de respostas dominava o corpo todo. A concentração era tanta que quase perde o metrô. Mas deu tempo de entrar e sair dali...

Pronto, agora tinha uma razão pra continuar vivo...



Nenhum comentário: