O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

1/19/2005

Chupando Cabelo

Estava eu hj balançando na rede, olhando a janela cinza, destraido e triste até q me peguei puxando o meu cabelo para a boca... meu Deus, qnto tempo nao faço isso!?
Eu era criança, tinha dez anos de idade aproximadamente, e vivia com os cabelos na boca. Tinha um cabelo muito comprido, castanho como uma noz e com gosto de tranquilizante, como canfora ou camomila. Devia ser o shampoo, eu acho. Mas fazia efeito comigo, pois era uma criança tranquila, sem nhe nhe nhe, so com os cabelos na boa, a observar o mundo.
Muitos falavam;
- Dona O. corta o cabelo desse menino! Que coisa nojenta ver esse guri chupando cabelo...
Devia ser nojento mesmo, ver alguem feliz com seus cabelos na boca, como um toque magico. Foi assim que vi as pessoas sofrerem com a felicidade aleia. Simples de mais... nao pode ser verdade... cortem os cabelos!!!
Depois de muito tempo, Dona O. - pessoa q nao se encomodava a minina onde eu colocava ou deixava de colocar os meus cabelos - levou-me para cortar o cabelo com a garantia de q so rolaria se eu assim o quisesse. Pois no barbeiro, vi a foto de um homem com cabelos cortados de forma que me deixou besta, parecia aqueles caras que faziam propaganda de cigarro da decada de setenta e, se duvidar, era. Aquilo me seduziu e, qndo o barbeiro me perguntou como eu queria, apontei a foto e disse: assim... E nem me importei com o barulho da tesoura, pois achava q ia sair daquela cadeira sem meus enormes cabelos casatanhos, porém, lindo como o homem da propaganda.
Assim que o cara acabou, olhei no espelho e me vi com um cabelo cortado igual de um principezinho idiota! Meu espanto foi tanto q o barbeiro sorrindo disse:
- Qndo vc crescer, corto seu cabelo assim... - E entao riu, o babaca. Riu da sua incopetencia de nao saber fazer o q um cliente gostaria...
Eu me fodi. Nunca mais cabelos grandes e sempre aquela meleka escorrendo pela minha cara, a tal pastinha!!! Nunca chegava na minha boca!!! Nunca mais chupei cabelo... e por isso, aprendi a destruir meus dedos com os dentes.
Hj to eu aqui, nesse dia cinzento, nessa casa chata, cheio de mau humor e tristeza, me pego tentando, de qualquer maneira colocar meu cabelo na boca, enquanto balançava na rede... Quase consigo! E isso que me assuatou ao ponto de me fazer escrever aqui nesse blog maldito... Veio toda essa epoca tranquila na minha mente de novo, todo esse passado positivo.
Nao tenho os cabelos de propaganda de cigarro, nem nunca os tive, nao tenho mais os cabelos compridos -feios ou nao, vinham ate minha boca sem eu pegar - e nem os terei mais... Enjoado que estou na vida, so trago uma coisa boa disso tudo; a resistencia de Dona O. perante a opiniao dos outros sobre seus filhos! Grande mae essa, q ja se deu muito mau por causa disso... Mas nao sedeu!!!

Nenhum comentário: