O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

10/22/2004

Seria cômico...



Mas uma vez a vida imita o Cartoon, ou, os Contos de Fadas. Por isso, começo essa história trágica de forma romanesca...

Era uma vez, um guri loirinho, quase um elfo tadinho, bem bonitinho mesmo, que gostava de ursinhos. Colocava em todos eles, nomes de bichinhos fofinhos e os tratava como pequenos amiguinhos. Isso tudo, numa grande floresta do Alasca, onde toda a ursarada estava em desespero pra trepar e se alimentar. Tinha que ser tudo, antes do inverno chegar.

Mas nosso guri loirinho, no meio dos ursos entrava, e com o cinegrafista falava, mostrando para nós - que seguros em casa estávamos - o quão mentirosos eram os caçadores de ursos, quando diziam pro mundo, que eram maus e assassinos. Que nada...

- Lá está o Bauble, meu preferido - falava pra câmera o loirinho - vem cá meu queridinho, vem... Olhem como ele é lindo estraçalhando um salmão, que pegou no ar, com seus dedinhos que mais lembram um molho de facas afiadas.

Isso se passou durante o verão, onde todos os Ursos estavam muito preocupados com o sono de inverno. Saibam vocês, que, aqueles que não comem muiiito e engordam horrores, podem não acordar no próximo verão... dormir pra sempre na fria estação.

Pois o fim do verão estava chegando, Don Loirinho e sua equipe, ainda insistiam em provar para o mundo, que seus amiguinhos felpudos eram puro amor e carinho. Ora, vejam vocês, um ou outro ursinho, ainda muito magrinho, desesperado com a longa noite de sono, foi atrás do seu amiguinho elfo loirino e, sem pestanejar, abocanhou ele inteirinho e, de sobremesa, comeu o câmeraman. Ficou assim gordinho e foi a caverna dormir, seu sono de inverninho, com a certeza que no próximo verão, faria nova refeição.

E assim acaba a história - verídica - do garotinho loirinho, amigo dos animais bonzinhos e os tratou com tanta ternura e carinho que doce ficou. Então, o bichinho esfomeadinho... o comeu inteirinho.

Demorei um pouco pra parar de rir e ficar com pena de tal gurizinho. Pena por ele pensar que os animais têm a nossa forma de pensar e de entender as coisas, de achar que a floresta é uma rua com crianças abandonadas e ver ele jogar, toda sua boa intenção, por água a baixo. Ele queria mesmo, era provar pro mundo, que não deveriam matar os Ursos, como estão matando por lá. Acabou ajudando a da mais motivo pro divinal humano, julgar melhor esse animal e assim, tirar a vidas daquelas feras, que não merecem viver. Pois não sobram retribuir tanto amor que foi lhes dado. Agora, me respondam... porque o ser humano é tão imbecil assim?! Que Deus abençoe esse guri loirinho.

Nenhum comentário: