O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

10/16/2004

Onde é o fim da linha?



Estava eu na Loteria, indo pagar um boleto, e me deparei com uma cambada de velhinhos na luta para ganhar 1 milhão de reais. Mas eram velhinhos em plena decrepitude tentando a sorte. De cara eu pensei; "como esse povo vai aproveitar essa grana?" Corre o risco de saber da notícia e meio que partir dessa para melhor, justamente por causa da mesma. Quem entende a humanidade e o dinheiro?

Mal comparando me lembrou de uma festa que fui com "um mala", que era bem mala mesmo. Chegamos na festa - festa de mala - eu olhei, olhei e não vi nada. Nada me via também! Aí corri para o bar da festa e fui encher a cara. E assim foi, noite inteira, bebendo todas e brincando de homem invisível, até a hora que o mala veio com o velho vamos embora... Claro q fui correndo e o babaca me encontro no carro, já com o cinto e feliz da vida. Bem, nas "indas e vindas" da manobra pra tirar o carro, o bolha solta essa;

Mala - Caramba, quem era aquela loirinha gostosa que ficou te dando mole na festa o tempo todo? A garota te comia com os olhos... porque tu não pegou?
Eu (batendo no vidro) - Vamos voltar!!!
Mala - A festa acabou, não ta vendo? É de manhã, seu babaca...

A festa acabou... Pois é meio isso, 1 milhão de dólares na mão de alguém que está com o pé na cova - pelo menos aparenta isso. Mas eis que um dos passados, carregava com ele, o seu futuro, bem seguro nas mãos, pois se soltasse, o pestinha sairia quebrando tudo e, provavelmente, correria como um foguete para o meio da rua, justo na hora que viesse um ônibus - numa rua que nunca, jamais passou um ônibus, mas eles conseguem isso - e isso ia acarretar um bocado de problemas. Firme e seguro nas mãos do passado, o futuro, um pouco entediado, questiona;

Futuro - Ô Vô, o que você ta fazendo aqui?
Passado - To tentando ganhar 1 milhão de reais.
Futuro - Pra quê?
Passado - Pra te comprar uma fabrica de brinquedos.
Futuro - Mas eu não quero uma fabrica de brinquedos.
Passado - Claro que quer? O que mais uma criança poderia querer?
Futuro - Não quero não!!! Saco, vocês nunca me dão o que eu quero!!!
Passado - Cala a boca!!! Olha os outros olhando pra você fazendo cara de chorão... que coisa feia...

Não é à-toa que as pessoas falam que o futuro é incerto e imprevisível...

Nenhum comentário: