O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

5/07/2004

Sou tão romantico quanto um gordo pelado no meio de um chiqueiro cheio de galinhas mortas, afogadas na lama...



“Chorei muito, deu vontade de fazer crochê e ver televisão e só.
Pode acrescentar, comendo muito pavê de chocolate ou uma barra de chocolate inteira... eu nem sei fazer crochê, o pior ainda é isso...�
– Dona M.

Gostaria de saber respostas de algumas perguntinhas;

1- Se você soubesse que a pessoa que você gosta e não vê a 3 anos chegou, o que faria?

2- E se você não faz absolutamente nada, o que significa isso?

3- Como entender o que a vida faz? Por exemplo, se você acorda e descobre que tudo a sua volta passou rapido, não é mais seu, e você ficou...

4- Pra onde se vai, quando você perde total referencia de onde você devia estar?

5- Como recomeçar o que você jamais começou?

6- O que se faz quando se descobre que sua saudade era so e absolutamente sua?

7- Onde se deita no colo de alguém?

8- O que se pensa, quando seus olhos se perdem no tempo?


Engraçado, sou uma pessoa que tem uma fluidez estranha. Forte! Acho que por isso me apaixono pela arte em movimento, pois eu vou, saca? Vou junto... Me borro de rir, choro como um bebe, vou fluindo conforme me leva o artista, sou uma otima plateia. Vexamoso pra quem vai comigo, por isso sempre tento ir so, mas agradavel pra quem interpreta pra mim, pois eu respondo. Mas na vida... sei la!

Estou lendo um livro que me machuca muito, pois fala de um momento particular que pode ser revelado a todos e isso me angustia muito! Sempre quis viver um segredo, e me sentir seguro... com cartas secretas, com encontros noturnos e sem nenhuma dignidade... Mas abandonaria o barco e viveria seguro, antes que alguma coisa acontecesse, queimaria as cartas e me afastaria como quem entra num navio sem garrafas, papel e pedaço de carvão.

Pagaria pela segurança! E gosto disso... Agora leio o que se passa com Luisa, vitima de suas cartas e da traição de seu amante (o Primo Basilio). Usada como um brinquedo e tendo que correr atras de sua segurança... Sofro com ela, acredito nos seus desejos, me vejo atado! Tamanha concistencia de uma obra escrita, tamanha capacidade de um autor, eu me curvo! E fluo! Dissolvo-me como sal-de-fruta na agua gelada, coagulo.

Dentro dessa obra, tão bem contada pelo Senhor Eça de Queiros, eu me vejo de cara com pessoas estranhas e conecções tão familiares e frageis, que so um debil mental como eu pode ver fluidez nisso... é, falo da vida real... da minha idiota vida real, que so eu vivo, completamente sozinho... e por isso as perguntas... e por isso a falta de respostas... às vezes eu penso que so eu sou de carne e osso... Esse mundo é muito bruto!!!

Enfim, estou muito bem vindo ao romantismo!!! O que me falta é paciência pra viver um drama! Sou patético... fazer o que, ne?

Nenhum comentário: