O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

3/16/2004

Ah... Já Passou...


Ainda continuando com essas histórias de bares, porém, desta vez, falo de um bar de vidas passadas - se é que o Sr Allan Cardec me permite falar assim da mesma encarnação, sim, porque, minha vida muda muito, não parece uma vida só, bem, enfim - em algum lugar do meu passado, eu freqüentava um bar chamado Florida's Lunches e gentilmente apelidado por Nojentinho. Era um lugar que sempre enchia de gente esquisita, era muito bom! Essa gente esquisita - na grande maioria - era muito amiga, e, aquele bar era o quintal da nossa casa, o bar do Seu Zé - veja bem, nem isso ele tem mais, o mesmo dono... - português gorducho, ensebado que detestava a presença de violões no estabelecimento. Um homem de muito bom gosto e que sabia manter a freguesia feliz.

Às vezes apareciam alguns desavisados lá - vindo com um amigo do amigo - e muitos passaram pelas rotinas do Nojas quase tendo surtos de gargalhadas e/ou pasmados com os ocorridos; como o lava pés do final de noite e as grosserias do Chico, o garçom chefe. O Chico era ótimo! Muito mal humorado sempre, era daqueles que te dava bom dia no mesmo tom de quem te manda tomar dentro. Bufava como um típico francês e praguejava seja lá quem for que freqüentava aquele lugar. Odiava todos, sem descriminação e, te juro, para quem não ia lá, ele metia medo.

Um dia, um pateta, amigo de amigo, encasquetou com o nome do bar e não ouve santo que explicasse pra ele que aquilo era um apelido, que o nome era outro, não adiantava! O pateta perturbou tanto com isso que, por iniciativa própria, resolver perguntar para o Chico, porque aquele bar se chamava Nojento?

Chico - Esse bar aqui não se chama Nojento, meu-rmão! Esse bar aqui se chama Florida's Lunches, nojento aqui é o povo que freqüenta, feito você assim... agora diz logo o que vai querer e se manda porque num tô cum paciênsa hoje não, valeu?! Tá olhando o que, porra?! Quer ganha um safanão?! Num gosto de homi me olhando não... Sai fora, eu hem!!! Só dá maluco nessa porra...

E assim foi o Chico resmungando noite adentro enquanto riamos muito da cara do tal pateta... aí, bons tempos aqueles...

Nenhum comentário: