O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

2/19/2004

Pano Legal – B. Blanco


Certo dia fui levado
A um samba diferente
Dessa gente da gravata e do plastô, aí, aí...

Bebida servida em taça
Champanhe ao invés de cachaça
Mesmo assim o samba, lá é bom...

Eu vi muita menina bonita
Rebolando, sambando, sambando,
Não sabia que as distintas eram assim...

Se soubesse também como era o ambiente
Descente!
Jogava um Pano Legal, por cima de mim!!!


Conclusão do Pato;

- Odeio carnaval de hoje em dia. Bom mesmo eram os carnavais dos tempos de minha avó! Daqueles tempos que eu ainda não tinha nascido e não tinha que passar por essa merda de ter que ouvir esse mesmo ritmo durante 4 dias, essa Valera Vaquensa computadorizada se sacudindo igual uma boneca em pane, a brilhante narração daquela pentelha da Leci Barangão e aquela musiquinha patética que a porcaria da Rede Bobo cisma que é boa; Na tela da TVê, no meio desse povo...aí que nojo!!! - Suspiros patéticos - Bons Tempos Aqueles!!!

G.R.E.S. (eu acho que era assim) – Pato Fu


Não gosto dos G.R.E.S.
Mas em fevereiro
Tenho que aturar o G.R.E.S.

No carnaval!!!
Suas cabrochas na avenida
Todo mundo sambando...

É uma imposição absurda!
É uma imposição absurda!...

Nenhum comentário: