O patinho tavu na lagoa... O Menininho tavu na canoa... Se eu fosse uma brabuleta.... Pegavu ele e butavu na maleta....

12/30/2004

Bem, enfim...



Mas uma dessas datas pra gente desejar pra gente coisas boas e dias melhores. Tentarei ser feliz na minha "praga de ano novo";

Deus nos livre:

do Lula, pois é um banana!

dos politicos e do crime organizado (taquei junto pq os jornais me confundem muito)

do calor infernal

da miseria e do baixo astral

de gente chata

de cerveja quente

de dias intediantes

de vampirinhos de energia

da fome de tudo

da falta do q fazer

da falta de sexo selvagem

das drogas q fazem mau a saude

das nossas angustias sem explicaçao

de choros dolorosos

de catarzes naturais

de falta de musica e dança e de bandas idiotas

de programas idiotas de tv

da tv aberta

de um povo mais burro

de um pais mais burro

de doenças em geral (pscicologicas e fisicas)

de assalto no sinal

de agua suja

de amar quem nao merece

de paixoes frustrantes

de fazer barba sem aparelho eletronico fodao

de caras de cu (veja bem, nao disse caracu... se bem q pra mim é a mesma merda)

de enjoo na viagem

de falta de plantas em casa

de lugares onde tudo tem q ser elimidao pr'uma vida higienica de cu é rola

de falta de mar e nataçao

"Deus nos livre das batatadas facistas do PAPA e do Vaticano!" - zieckzack

bem, pra mim ta bom... se quiser, completa ai no coments q'eu coloco aqui. Se Deus nos livrar de tudo isso, teremos um otimo 2005. Entao, que Ele escute nossas preces!!!

12/26/2004

Funk de Dona O



Tira essa boneca dai
Ta ligado, irmao
Esse é meu andador!

Pansk Pansk Pan Pan pan

12/24/2004

Natal de cu é rola!!!



"papai noel, velho batuta, rejeita os miseraveis!
eu quero mata-lo,
esse porco capitalista!
da presente para os ricos
e cospe nos pobres!" - garotos podres


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

12/22/2004

Mulheres



ela grita comigo
ela baba em mim
ela golfa em mim
ela faz coco em mim
ela me mija
ela me bate muito
ela me morde
ela me faz passar a noite toda acordado
ela so fala da da da da
ela joga charme
ela me empurra
me enfia a unha
eu vim de muito longe so por ela
mas quando ela olha pra mim
me derreto todo
chego a chorar de alegria
ela é a mais lindas das gurias
ela é cherosinha
minha Sarinha
meu docinho
q grita!!!
gritq muiiito!!!
e me mata de rir!!!

12/14/2004

Estranho... movimento estranho...



Hoje é o ultimo dia de estar aqui, como uma planta, no meu jardim... Lá vai eu viajar de novo. Foram poucas às vezes... Mas que me tiraram do chão, onde curto ficar... Parado, sem mijar, sem cagar, só crescendo enraizado, fazendo seiva, encorpando, e buscando a luz...

Hoje é o ultimo dia aqui no meu jardim, amanhã, estarei voando... Como fazem os patos. Voando, como se fosse possível voar, como se tudo não passasse de uma puta brincadeira, um teatro armado pra satisfazer um só público... E eu lá. Um arbusto fazendo papel de pato.

Hoje já sinto falta do meu jardim. Das plantas que bebem comigo, dos rios de cerveja, das chuvas do meu jardim... dos abraços e dos adubos. Mas temos que satisfazer aquele único público, fazendo meu ótimo papel de pato, deixando de ser uma batata enterrada no chão suspenso desse mosteiro lindo que é meu jardim.

Amanhã ainda estou aqui, pois nada passará durante o sono... acordarei aqui só pra sentir o gosto úmido mais uma vez do meu jardim, donde estou enterrado. Viverei mais um dia aqui, para a noite estar voando... como se ainda fosse semente - vejam vocês - e assim parar no meu outro jardim, o jardim que faz frio e que me ama muito também, pois faz questão de me ver ali... Amanhã tenho novas flores a sorrir pra mim, uma tão doce que só de lembrar faz meu coração de esponja - se é q uma planta tem coração - e assim, uma chuva de saudade sai de mim...

Depois de amanhã serei um pouco mais feliz assim que mudar de jardim, mas nada me tirará desse jardim... Enquanto pato voando pro sul, fecharei meus olhos durante as nuvens geladas e lembrarei do silêncio doce que vivi aqui...

Hoje, exatamente agora, murcho de saudade de mim...
.

12/12/2004

As minhas colega



Meus Pais me batem
Minhas Mães me socam
Me chamam de formiga
Me jogam pó de broca

Eu sou do Subúrbio
Não tenho dinheiro
Vou compra umas pranta
Vou criar cantero

A minha vida
Está toda Errada!!!
Vou compra uma pranta
Vou pegar na Inchada

As minhas colega
Não são nada disso
É tudo outra coisa
E fica assim por isso.

*OS GRITADORES!!! MINHA BANDA!!! EU AMOOOOOOOOOO!!!
Letra do Servio Tulio, - um gênio, Saara Saara outra melhor banda do mundo.

12/11/2004

Me vesti de...



Pois então, M tem 10 anos e me deu um presente... Um All-Star Americano!!!
Sempre quis ter um All-Star Americano, mas isso era desejo de juventude, agora... agora tenho 39 anos. Mas é preto meu novo presente... preto como o RockinRoll que gosto até hoje, meu presente q esse grande amigo de 10 anos, me deu!!!

Minha alma veio ali, pois minha alma nasceu de novo 2 vezes, sem q eu morresse... ela fugiu em desvario e eu a peguei de volta. A brutalidade foi tanta que ela se dividiu, pois pedaços dela se colocaram em corpos mais felizes que o meu... minh´alma se subdividiu e eu to assim, de All-Star preto e tirando mo onda... antes tarde do que nunca!!!




12/08/2004

Quando a mascara cai e o Bobo se mostra Infeliz...




"Sabe que é, Pato? Você é uma coisa assim, como uma obra de arte, entende? Algo que a gente tem que ficar olhando, admirando e questionando tipo;"o que você entende disso?!"... Igual um quadro, uma escultura... Eu tava na casa do P. vendo suas fotos e pensando exatamente isso. Você não é um ser, você é um conceito... Como obra de arte mesmo..." - Depoimento de D.

12/06/2004

Nancy Sinatra - Bang Bang
by Nancy Sinatra




I was five and he was six
We rode on horses made of sticks
He wore black and I wore white
He would always win the fight

Bang bang, he shot me down
Bang bang, I hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, my baby shot me down

Seasons came and changed the time
When I grew up I called him mine
He would always laugh and say
Remember when we used to play

Bang bang, I shot you down
Bang bang, you hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, I used to shoot you down

Music played and people sang
Just for me the church bells rang

Now he's gone I dont know why
Until this day, sometimes I cry
He didn't even say goodbye
He didn't take the time to lie

Bang bang, he shot me down
Bang bang, I hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, my baby shot me down

*sem comentários...

12/02/2004

Donna Summer - COULD IT BE MAGIC




Spoken:
Oh baby, it's been so long
I've waited so long
and now that I have you
I want you to come
come come...


Spirits move me
every time I'm near you
whirling like a cyclone in my mind
oh sweet Peter, angel of my lifetime
answer to all answers I can find

Baby, I love you, come, come,
come into my arms
let me know the wonder of all of you
baby, I want you now, now,
now, and hold on fast
could this be the magic at last?

Baby, take me high upon a hillside
high up where the stallion meets the sun
I could love you, build my world around you
never leave you till my life is done

Baby, I love you, come, come,
come into my arms
let me know the wonder of all of you
and baby, I want you now, now,
oh now, oh now, and hold on fast
could this be the magic at last?
baby, I want you, come, now
now, and hold on fast
could this be the magic at last?
could this be the magic... yea! oh..now
come into my arms
could this be the magic at last?
Could it be magic
come, come on come on
hey, come into my arms
oh, let me know the wonder
of all of you, all of you
baby, I want you now, now,
oh now, oh now and hold on fast...

**Eu vejo essa música como um grande feitiço, uma mágica pra trazer o bom, o legal, o desejado. Foda de boa, eu resolvi não colocar a tradução - pois a lingua portuguesa enfraquece um pouco a sensação - e acredito q, quem puder escutar sentirá o q ela (a música) realmente tem pra dizer... mesmo sem entender uma palavra!!! Beijos a Todos e Feliz Aniversário Pra mim!!!

11/30/2004

Eu, Dona O. e meus Cabelos...



No Telefone:

Dona O - E você, meu filho, já passou na D. pra cortar os cabelos, pra poder viajar com cara de gente?...

Eu - Pois então, ela esteve aqui e eu comentei com ela q'eu quero meu cabelo um pouco maior porque quero usar costeletões, saca? Tipo Elvis em final de carreira, pois já to assim, né? Meio gordo, inxadão tipo biritero junke - não que eu seja um acabado, valeu - mas, vamo combina que o processo decadente com a minha pessoa é meio assim, um tanto que natural, eu diria? Ta certo que o Elvis se esforçou um bocado pra ficar daquele jeito e eu fui assim, como quem cumpre o seu destino. Mas pô, pensa bem: se cheguei lá - veja bem, em termos comparativo - custa nada igualá, saca isso? Se to igual o cara na faze decadente, mas num sou junk - não importa - pelo menos uma vez na minha vida posso vir a tirar onda de que, um dia, fiquei igual ao Elvis, entende? Neste caso eu falei pra ela q'eu queria deixar o cabelo crescer um pouco e coisa e tal pra juntar com a costeleta, que irá até minhas enormes bochechas e então........ Alô!?..... Você ainda está aí?! Ih..... caiu a ligação!?... que estranho...




11/28/2004

Eu e meus sonhos...



O R. veio aqui em casa, me chamar pra estudarmos um texto. Íamos montá-lo... Mas não dava pra ser aqui em casa, e nem na casa dele. Fomos pela rua então, A Procura de um lugar tranqüilo... Como se existissem lugares tranqüilos por aí... Mas era sonho, e em sonho existe.

Andamos e paramos numa praia linda, já era noite e tudo na praia brilhava. Andamos até uma caverna, que parecia iluminada por um poste de luz. Um bêbado vinha atrás da gente - ele nos fez andar até a praia numa de despistá-lo. Mas ele veio assim mesmo...

Eu e R. Sentamos na porta da Caverna... E era linda aquela pedra. Como Carvão... E começamos a ler o texto, tendo o mar como trilha sonora, o vento como efeito, o poste como luz e o bêbado como platéia. Foi divertido, mesmo assim... acho até que foi divertido por isso, porque tudo era simples, entende?! Como deveria ser o teatro...

Mas cansamos de estudar o texto, e resolvemos ir para a praia, e percebemos q tinham muitas pessoas nas ondas, mas não víamos direito, estava escuro... Parecia que todos estavam se divertido, e não havia ninguém na areia. Resolvemos então cair dentro d´água...

O R. foi rápido, e se mesclou naquelas ondas... eu fiquei curtindo um pouco e, quando ameacei furar a onda, vi descendo dela uma prancha azul - uma lindíssima prancha azul - que deslizava sozinha vindo parar nos meus pés... Eu a peguei, e fiquei com ela na areia, esperando o dono vir pegá-la. Eu amei aquela prancha. Mas queria devolvê-la, porque era o certo. Só que ninguém saia da água para reclamá-la...

Assim acordei eu. Solitário e morrendo de saudade do Teatro, de R. - que foi um ator que já se divertiu muito comigo em cena - da minha vida que passou... de um amigo, de um bom amigo...

Hoje, todos os meus amigos foram para uma festa, e eu fiquei sozinho em casa. Eles devem estar rindo e felizes com o Show e com a bagunça que eu - sem saber porque - na última hora, decidi não ir... Hoje liguei para um amigo antigo, e tentei marcar da gente passar juntos, essa tarde, pra conversar bobagens... mas ele não podia. Engraçado foi eu calcular que no domingo, as pessoas podem tudo, vejam vocês!!!

Hoje passei o almoço na casa de um amigo que me levou pra família dele, sabendo que estou sem a minha aqui... E hoje... Tocou meu telefone de noite, pra me avisarem que R. morreu... Mas eu havia sonhado com ele outro dia! - falei, já começando a chorar a dor da perda. Falei assim achando que um sonho pudesse transformar tudo em um ledo engano...

Mas só me restou o choro solitário, a ventania da rua, a tênue luz da lua - quando passava por um buraco de nuvens - e, um amigo aflito ligando agora pra me perguntar se o show já havia acabado... Pois é... acabou...

11/27/2004

Quero ver se vou morrer.



No telefone com M.

Eu - Ah, eu tava falando com aquele guri ontem e ele me disse que a mãe dele faz uma parada que to louco pra fazer. Uma parada de trilha num grupo chamado Ecoseilaoque e que ele ia me passar o contato. Pô, maneiro isso, tudo haver com o que ando desejando da vida em relação a atividade física. Só não queria se tivesse àquelas melecas de rapel ou subir em montanha com cordinha, saca isso? Aquelas paradas "Quero ver se vou morrer"...

M - rindo muito, "Quero ver se vou morrer" é ótimo!!!

Eu - Mas, não é?! Faze essas merdas pra que?! - rindo também

M - No seu caso deveria ser; "Querem vê, eu vou morrer!?"

Eu - rindo muito!

M - rindo muito!

11/25/2004

O Rei dos Tolos!?





Sóter - Totalmente a Contra-Gosto!!! diz:
...nem fudendo, sou eu!!! o rei dos tolos!!!
Logan - King of Fools diz:
hauhauahu...naum naum...sou eu!

... apois algum tempo ...

Sóter - Totalmente a Contra-Gosto!!! diz:
por isso eu digo, sou eu o Rei dos Tolos e tu num passa de um marrento querendo roubar meu titulo!!! mas lutarei até o fim, verás!!! patife ursupador!!!
Logan - King of Fools diz:
hahuahua..esse titulo jah eh meu, eu vi primeiro...
Sóter - Totalmente a Contra-Gosto!!! diz:
nem fudendo, ja disse!!! vc roubou ele de mim, mas pegarei de volta!!!
viu só!!!
Logan - King of Fools diz:
eu nao roubo o q nao eh dos outros...eh meu e pronto...
hauahuahua
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
tai verme!!! agora, nem sua cara de pitbul encolerado mudará o curso dessa história!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
PIKA BUUUUU!!!!
Logan - King of Fools diz:
ahuahuahuahu
eh meu e pronto..
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
Ainda teimas!? vou te esmagar, vai ver!!!
Logan - King of Fools diz:
hauhauha
suas ameaças nao me poem medo
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
é... pois tu num perde por esperar!!!
Logan - King of Fools diz:
:P
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
¬_¬ , tai! vai encará!?!
Logan - King of Fools diz:
jah ganhei
I´m the king of Fools
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
na na ni na não!!!
olha la o rei!!!
e trate de lamber minhas botas!!!
Logan - King of Fools diz:
ahuhauha...eh ficticio....fizeram inspirado em mim
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
até parece, sua wandinha adans!!! vc num ri!!!
Logan - King of Fools diz:
hauhauauahua...sempre rio por dentro
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
não é vc não... são seus vermes q ficam rindo de vc!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Logan - King of Fools diz:
os vermes estao sempre de frente..hahaha
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
enfim, ganhei!!! e agora, como todo vitorioso, vou ao supermercado fazer compras!!!
Logan - King of Fools diz:
eh a prova de q perdeu...ficou ansioso com a espectativa da derrota e vai se empanturrar
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
vou nessa!!! abração, seu pobre miserável iludido q ganhou!!!
Logan - King of Fools diz:
ganhaei mesmo...e vc, tolo, faça reverencia
antes de sair
abraço
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
Viu, eu sou o tolo!!! me deu a vitória!! la la la la la la!!!
bundão!!!
Logan - King of Fools diz:
eu sempre venço
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
Inté!!! Vem pra cá logo, pr'eu te esbofetiar como um joão bobo!!!
Logan - King of Fools diz:
hauhuhauhuaha...impossivel eu apanhar
Sóter - Rei dos Buffões (o verdadeiro!) diz:
ah!!! vou te esmagar com um peteleco, seu bostão!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
deixa eu ir, preciso fazer compras!!!!!!!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Logan - King of Fools diz:
hauhauhauhau...falow...empanturre-se!

11/24/2004

Mas uma Forma estranha...



De entender minha gaveta...

Eurythmics - This City Never Sleep - A Cidade nunca Dorme

You can hear the sound - pode ouvir o barulho
Of the underground trains - dos trens subterraneos
You know it feels like distant thunder - tu sabes isso soa como trovões distantes

You know there's so many people - tu sabes, tem gente pacas
Living in this house - morando nessa casa
And don't even know their names - e nunca saberás os nomes

I guess it's just a feeling (in the city) - eu acho que isso não passa de sensações (na cidade)

Walls so thin I can almost - Sobre tudo, eu apenas posso
Hear them breathing - ouvir essa respirações
And if I listen in - E se escuto isso
I feel my own heart beating - Eu sinto meu próprio coração batendo

Pois eu ouvi aleatoriamente um CD aqui de casa q tinha essa música... Queria algo que me desse à sensação de estar fora, de estar por cima novamente. Mas aí, tocou isso. Nossa, a visão que essa música me trás é de mão me tocando, de gente arfando, de calor intenso e de nenhuma, mas nenhuma mesmo, possibilidade de gozo!!!

Alguma coisa me trouxe de volta a memória, o santuário da Vampira (Caterine Deneve) de Fome de Viver... Aqueles que envelhecem, mas não morrem nunca. Perdem a juventude, conforme ela vai perdendo o interesse, mas estão vivos na lembrança e em corpos inúteis... Desintegrando com o tempo, desentregando vivos...

Uma vez, o A. me falou que Fome de Viver era um filme sobre a paixão que usava o arquetipo do Vampiro e da Vida Eterna pra ilustrar a existência do sentimento entre pessoas apaixonadas. Eu o achei louco, debochei de A. como nunca... só que, a coincidência desse fato de, ter ouvido essa música hoje, apos perceber o real sentido dessa dura gaveta, tudo parece fazer sentido...

Ando meio chato ultimamente. Estou assim mesmo... fazer o quê?! Um dia passa!

11/23/2004

Ela Existe!!!



A Carmem VMC me fez lembrar que ela existe. E isso num momento que eu precisava saber que pessoas como ela, existem... Quero dividir isso com você que estão sempre aqui...



Vão lá ver o trabalho da Carmem VMC e coloquem um pouco de fantásia no corações de vcs.


http://carmen.buzznet.com/user/

11/22/2004

...Às vezes, piora um pouco, mas passar... isso não passa nunca!!!



A música que passei escutando daqui dessa Gaveta...

GOOD MORNING HEARTACHE

Goodmorning heartache
Bom dia ressaca
You old gloomy sight
A velha versão da tristeza
Goodmorning heatache
Bom dia dor de cabeça
Thought we said goodbye last night
Acabamos de dizer adeus na noite passada
I turned and tossed 'til it seemed you had gone
Mau virei pra ver você indo embora
But here you are with the dawn
Mas, olha aqui você de volta, me jogando pra baixo
Wish I'd forget you, but you're here to stay
Até tentei te esquecer, mas eis vc aqui parada
It seems I met you when my love went away
Eu fico aqui tendo contigo, enquanto meu amor se vai
Now everyday I start by saying to you
Agora, todos os dias eu estou contigo
Goodmorning heartache, what's new?
Bom bia desgraça, Diz aí!?

Stop haunting me now
Pára de me seguir agora
Can't shake you nohow
Não posso te suportar de jeito nenhum
Just leave me alone
Apenas, me erra!!!
I've got those Monday blues
Eu tenho todas as segundas tristes
Stright through Sunday blues
Que se estende até os Domingos tristes
Goodmorning heartache
Bom dia Dor de cabeça
Here we go again
Olha nos aqui de novo
Goodmorning heartache
Bom dia bosta-de-vida
You're the one who knew me when
Você é a única que sabe onde me achar
Might as well get used to you hanging around
Mesmo que eu tente te dar a volta
Goodmorning heartache
Bom dia porre
Sit down
Sente-se

× Sei lá se traduzi essa bosta de música como ela é ou como eu a escuto... o que impota também?! No fundo, é o que sinto... Quando essa merda vai passar, Santo Deus!?!

11/21/2004

Na Gaveta
Ode ao inferno astral



Talvez eu tenha que aceitar isso mesmo, estou assim... como um brinquedo jogado numa gaveta... sei lá. Posso esperar a vida toda, pois sou um brinquedo, sou de plástico, entende?! E to na gaveta... Esperando a vida toda.

Antes não podiam brincar comigo, tinham deveres, não tinham idade. Depois, outros brinquedos mais atuais vieram, e eu só na estante vendo tudo... Agora. Na Gaveta!

Todos ficam mais velhos e mais ocupados... mas vai ter aquele momento, sabe isso? Aquele momentozinho tênue onde a gaveta será aberta, meio que sem querer - como alguém que procura em gavetas algo que se perdeu - e me acharão lá, empoeirado e intacto, servindo apenas de lembranças... momentos felizes que não voltaram mais. Tirarei uns suspiros, ganharei um abraço e, voltarei pra gaveta... até que a casa pegue fogo e eu... eu finalmente derreta de uma vez por todas...

Mas, enquanto isso não acontece to aqui... na gaveta... Esperando a vida toda.

11/17/2004

Pior que assalto...



Bêbedo, voltando pra casa, me despeço de G. e pego a rua que me leva para praia. Deserta a rua, como sempre... porém, vem ao fundo, dois guris vestidos de preto. Passo pelos guria:

Guri - Sóter!?
Eu - Oi!? - penso; Quem raios é esse cara?!
Guri - E aí, veio... tudo jóia, sou Marcelo (não podia ser um nome mais comum?!) irmão da Claudia (podia!!!)... - aperta minha mão
Eu - Oi, como vai? - penso; Quem é essa Claudia?!
Guri - E aí!? Soube que já vai sair aquela parada... a gente tem que ficar ligado, se não a gente perde.
Eu - Ah é? - penso; Que parada, meu Deus que parada?!
Guri - Vou falar com a Raquel pra ver como tá a coisa.
Eu - Eu nem to sabendo de nada... - penso; Que Raquel? Quem é essa gente!?!
Guri - Não, eu sei... mas nem se preocupe, eu te aviso.
Eu - Ah! Então ta beleza - penso; Avisa como? Avisa como!?
Guri - Te mais!
Eu - Chau!

Tem horas q da vontade de tapar o nariz e a boca e num permitir que ar nenhum entre mais em mim !!! Quem é Raquel? Quem é esse guri!? E que parada é essa?! Como ele vai me avisar!? Jesus... muito pior que ser assaltado!!!

11/16/2004

Lição de Humildade.



Fui apertado pela rua e quando entrai no elevador, soltei... que cheiro!!! Tudo que meu corpo podia expressar de podre vinha daquele ar que saiu quentinho de minha bunda. Estava sozinho, nem me liguei. Iria eu, até o último andar, com ele me mostrando o quanto sou reles, insignificante, um lixo e isso ia restabelecendo minha humildade. Ia me dando a chance de perceber que nada podemos fazer pra se sentir superior... basta um desses que todos descobriram que em você está cheio de ar fétido. Aí, lá se vai a peruca...

Calmamente sentia o cheiro e pensava em mim, como um ser que produz isso, até o elevador parar subitamente no quarto andar!!! Minha sorte foi que fui rápido, ou seja, mais rápido. Antes de a mão conseguir abrir a porta, eu havia apertado o botão do meu andar e o elevador se fechou... foram segundos que me salvaram do constrangimento de alguém abrir a porta, sentir o cheiro e olhar pra mim como se eu fosse o único ser humano que faz essas coisas. Ufa!!! Que alívio. Até gostei de ouvir meio entre dentes o "filha da puta", lá de fora....

Pude segui a minha viagem até meu andar, e perceber que o cheiro não findava. Se tornava sutil, mas se mantinha no ambiente de ar parado, do elevador... Não era perfume, era cheiro de gente, de estomago humano cheiro de vento que empurra excrementos... era o meu cheiro!!!

Sai do elevador e ele logo desceu... deve ter ido ao quarto andar, pegar o infeliz que jamais saberá quem deixou aquele cheiro pra ele. Pouco me importava, já me via mais humilde, porém, sem a menor vontade de assumir tal humanidade. Entrei em casa, feliz pela lição vivida num elevador. Tranqüilo por ter sido poupado até que, ainda na sombra da sala, escuto a porta da casa se abrir e, em passos rápidos, adentra na sala a Guria, com uma cara de pânico e nojo, e o nariz franzido;

A Guria - Aí, que ódio!!! Alguém peidou no elevador e eu tive que vir do quarto andar até aqui, sentindo aquele cheiro horroroso!! Vou até tomar banho... - volta-se para mim, com um tom desconfiado - O Senhor chegou agora?!

Eu - Quem, eu? Não... porque?! Ou melhor... - irritado - Ah!!! Isso lá é da sua conta, atrevida!?! Vai te catar!!!

E assim expressei mais uma vez, o quanto sou humilde com esses serviçais...

11/15/2004

Reportar...



Gritei mesmo! Coloquei o som bem auto e gritei forte; "Eu quero minha rebeldia de volta!" Gritei até chorar de raiva! Não agüento mais ter esse monstro dentro de mim controlado e agindo como um gatinho que toma leite em pires... Ah gritei! Fui à loucura e implorei aos céus!!!

Então me lembrei das merdas que fiz durante toda a minha vida por causa da minha alma doida, e ria de me torcer. Ri muito até ficar cansado.

Suspirei um pouco, coordenei minha matemática, pesei minhas medidas e vi que, a fera não se transformou em gatinho... alias, continua feia e doida como sempre, mas agora, só tem uma diferença... ela gosta de mim! Ta do meu lado, saca!?

Sem essa de domar!

É amor mesmo....


"As feras não se deprimem. Ou são abatidas ou morrem lutando. Não há meio termo, não há apaziguamento, não há conformidade..."
Shirley Rox


11/11/2004

Quase sem princípios... e daí?!



Clau diz: pensei que tu não curtisse mpb

Pato diz: detesto!!!

Clau diz: num tô falando de bossa nova

Pato diz: a grande maioria eu detesto!!! a bosta nova então, passo longe!!!

Clau diz: ahh Soter tudo gosta de bastante coisa...

Patodiz: mas eu amo o samba canção, é de uma elegancia q meu deus do céu

Clau diz: é! eu juro que eu vou ficar louca de tanto ouvir Arvil Lavigne e Linkin Park no útimo volume

Pato diz:gosto nada, dessas porcarias q rolam por ai, eu vomito em todas... aquela adriana cucanhoto então, aquela mulher me deixa com pressão baixa, meu!!! ela devia ser a top model do licor de cacau xavier

Clau diz: ahh tá... essa galera também não gosto

Pato diz: eca, e essa maria irrita!? ô troço nojento

Clau diz:kkkkkkkkkkkkkkk... djavan?

Pato diz: ODEIO ESSE HOMIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!! o top model do licor de cacau xavier!!!

Clau diz:ahhh não... aí não.... vamos mudar de assunto...

Patodiz: sem energia, num canta, mia!!! odeio!!!!!!!!!!!!!!

Clau diz:djavan????

Pato diz: nem falo mais nada pq ja apanhei por dizer em publico e adjavai é uma bosta... apanhei mesmo, de uns doidos pelo cara

Clau diz:num vou bater... mas gosto dele... gil?

Patodiz:gosto de muita coisa do gilberto gil, mas nem tudo... sei q abacateiro é uma música linda... so q caetano não, tenho horror

Clau diz: também não curto Caetano

Pato diz: ele canta e faz tanta careta q parece q ta cagando

Clau diz:kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pato diz: qndo ta sentado então, da nojo... amo joão bosco, pq é pscicodelia pura... e ele canta de forma divertida

Clau diz:também adoro esse homem!!!!!!!! ele brinca com a voz....

Pato diz: joia não?! e tão chic... putz!!!

Clau diz:briga não mas gosto de coisa brega também

Pato diz: sou completamente apaixonado - de morder a mão de quem tenta tocar no meu cd - pelo adoniram barbosa... eu adoro o brega br, muito melhor q a mpbosta snob

Clau diz:eu pelo da Jamelão cantando Lupicinio Rodrigues

Pato diz: rosana cantando ao vivo como uma deusa é impágavel!!! meu, eu até choro!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Clau diz:kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pato diz:Jamelão... sou todo amor

Clau diz:aí já não sei... kkkkkkkkkkkk... se o povo ler nossas conversas vão mandar prender!!!!!!!!

Pato diz: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... é mesmo... vou postar essa no batatada

11/10/2004

Bethânia - Sem Fantasia



Vem, meu menino vadio.
Vem... sem mentir pra você
Vem, mas vem sem fantasia,
Que da noite pro dia,
Você não vai crescer...

Vem, por favor, não evites
Meu amor, meus convites
Minha dor, meus apelos
Vou te envolver nos cabelos
Vou perder-te em meus braços
Pelo amor de Deus!!!
Vem que eu te quero fraco
Vem que eu te quero tolo
Vem que eu te quero todo meu...

Ai eu quero te dizer
Que o instante de te ver
Custou tanto teu lar
Não vou me arrepender
Só vim te convencer
Que eu vim pra não morrer
De tanto te esperar
Eu quero te contar
Das chuvas que apanhei
Das noites que varei
No escuro a te buscar
Eu quero te mostrar (Vou te envolver nos cabelos)
As marcas que ganhei (Vou perder-te em meus braços)
Nas lutas contra o Rei (Pelo amor de Deus!!!)
Nas discussões com Deus (Vem que eu te quero fraco)
E agora que cheguei (Vem que eu te quero tolo)
Eu quero a recompensa (Vem que eu te quero todo meu...)
Eu quero a letra imensa
Dos carinhos teus...

E agora que cheguei (Vem que eu te quero tolo)
Eu quero a recompensa (Vem que eu te quero todo meu...)
Eu quero a letra imensa
Dos carinhos teus...

Para minha grande amiga, C.!!!

11/08/2004

Chico Buarque e Bethânia - Bem querer



Quando meu bem querer me vir
Estou certa que há de vir atrás
Há de me seguir por todos, todos, todos
Todos os Umbrais

E quando seu bem querer mentir
Que não vai haver adeus jamais
Há que responder com juras, juras, juras
Juras imorais

E quando meu bem querer sentir
Que o Amor é coisa tão folgais
Há de me abraçar com a garra, a garra, a garra
A garra dos mortais

E quando seu bem querer pedir
Pra você ficar um pouco mais
Há de me afagar com a calma, a calma, a calma
A Calma dos casais...

E quando o meu bem querer ouvir
O meu coração bater de mais
Há que de rasgar com a fúria, a fúria, a fúria
A fúria assim dos animais.

E quando seu bem querer dormir
Tome conta que ele sonhe e paz
Como alguém que lh'apagasse a luz
Vedasse a porta,
E abrisse o gás!

Um dois três, testando...



Alguém num teste - Nossa, seu cabelo ta mau cortado, você ta com a pele um pouco ruim, não? E fora que ta meio gordinho também... sei lá, o vídeo engorda mais, sabia?!... Você não se preocupa com isso não?!

Eu - Bem, você tem como me colocar como top de linha das grifes, Georgeo Armmani e Gouccie? Além de me colocar como capa da People Man e da Vogue Paris por 10 anos consecutivos? Se tiver eu passo a me cuidar mais, que tal?

Alguém - Ih! Ta se achando o que?

Eu - Pelo seu assunto, to me achando modelo... e como sou um ótimo ator, vesti a personagem pra você não ficar sozinho nessa... No fundo, sou gente boa, não sou?! Pode dizer!!! - com a guria da maquiagem - cada um que aparece nesses testes, não?! Ô gentalha...

Maquiagem - Hum... e não?! Quando chegar em casa, reza um pouco meu filho... Pronto, ta lindo! - para o Alguém - Pode ir lá chamar o próximo pra mim, fazendo o favor?!

11/04/2004

Mudanças



Tenho eu pensado nisso; na capacidade de alguns de mudar o rumo de suas vidas, transformar tudo em outra coisa... E fico estranho!

Às vezes penso que estamos exatamente onde "querem" que a gente esteja, fazendo exatamente o que "querem" que a gente faça. Como naquele livro, "1984" ou aquele outro "Admirável Mundo Novo". Por isso é tão difícil mudar, por isso quase sempre nem se pensa nisso...

Mas eu vi um pequeno "clip" que uma amiga me mandou, onde falava em mudar tudo, fazer coisas que tu não costuma fazer, renovar suas esperanças, abrir o leque de atitudes. Vendo o pequeno "clip" da uma vontade de sair à luta, pegar minhas malas e entrar no primeiro meio de transporte que me deixe em Honolulu e lá, dar meu jeito de me instalar e por lá ficar... Até a hora de sentir vontade de mudar, novamente.

Mas aí vem na minha cabeça a terrível visão que "alguém" esta mexendo na minha peça - eu mesmo - e isso não é nada a minha vontade... é o jogo. E eu não sei se quero jogar...

Tudo parece à mesma coisa. Se correr; te pegam, se ficar; te engolem... Odeio essa sensação doida de que estou aqui contribuindo pra que alguém exista que não sou eu mesmo, e, cada dia da minha vida que vem passando, essa sensação fica mais forte. Talvez seja a morte a única maneira de sair do jogo. Ou ficar eternamente parado, como uma estátua viva no centro de uma cidade qualquer.

11/02/2004

"Vai que a gente te espera..."



Toda vez que passei por ali eu lia essa frase e pensava; "vai onde?! Espera quem?!"
Profundo isso. "Vai que a gente te espera..." Até religioso, não?!

Mas eu sempre olhava envolta e nem via ninguém esperando... foi quando me dei conta que a frase acabava num enorme valão cheio de bosta.

- As pessoas nos mandam a merda até pelos muros... - falei comigo mesmo - Impressionante isso!!!

Bem, eu fui... mas para o outro lado.



11/01/2004

Então...



Então ele acordou bem cedo, foi até a varanda, respirou o ar da manhã e, quase que no mesmo instante, começou a vomitar compulsivamente. Ficou amarelo e foi parar no médico.

Exame de cá, chapas de lá e o diagnostico chegou;

Médico - O Sr tem alergia às moléculas do ar que flutuam pela manhã, por favor, nunca mais acorde cedo e o seu remédio é; voltar a dormir...

Ele respirou, se virou, ajeitou o travesseiro e, meio fraco ainda, pegou no sono e se curou.

Uma doce homenagem ao dia em q um dentista me tirou da cama às 8 horas pra me torturar, como um carrasco, semi deitado na sua cadeira chic. Ninguém Merece!!!



10/29/2004

Mais ou menos assim.





1.Ele saiu e foi a uma loja de plantas, entrou e viu uma bromélia em flor, não resistiu e, sabe-se lá porque, foi à flor e beijou.
2.Alguns resíduos de polens da flor ficaram no seu lábio, ele lambeu e então aquilo entrou na corrente sanguínea e foi, diluindo-se no sangue.
3.Manchas azuis foram surgindo no seu corpo e foi transformando ele numa pessoa diferente e muito, mais muito atraente.
4.As pessoas começaram a gostar dele, o que o fez interromper o tratamento com a dermatologista. Não adiantava nada mesmo... era bonito, ficou assim.
5.Um dia, uma pessoa o agarrou e o beijou, com fúria, e o deixou estático.
6.Depois de alguns passos, a valente pessoa, caiu com os seus músculos tensos, teve um espasmo e morreu. Dura como uma pedra... Laudo médico; envenenamento.
7.Ele então, sai da cidade e se posou num outro canto, onde ninguém o conhecia. Lá foi logo avisando; "Sei lá porque, me tornei venenoso..."
8.O efeito foi todo contrário. As pessoas da cidade se apaixonavam pela sua beleza e, quando sabiam que ele era venenoso, entendiam isso de forma hipotética, ou achavam que era um adjetivo sexy, e se encantavam mais ainda.
9.Mas uma vez, outro incidente. Dessa vez, uma pessoa atrevida, o esperou em uma esquina e o atacou. Ele tentou evitar os beijo, mas não foi possível tamanho era o desejo, daquela pessoa transtornada. Mesma coisa; morreu envenenada.
10.O que mais chocava era, que todas as pessoas envenenadas, morriam com um sorriso tão brilhante que parecia, realmente, haver encontrado a felicidade tão sonhada.
11.Isso só aumentou o desejo por ele, e uma dúvida assim o cercava; "Será que vale a pena morrer por um beijo desse homem quase azul?"
12.Algumas pessoas achavam que sim, pois pensavam que a vida não valia nada... Agora outras tremiam de medo... essas eram mais desesperadas.
13.Ele então, se sentindo responsável por tudo aquilo, fugiu correndo da vila e foi pro meio do mato.
14.Correu tanto e tantos quilômetros que caiu numa clareira esbaforido, perto da margem de um rio. Deitou na lama molhada e ali mesmo, dormiu tranqüilo.
15.Ao abrir seus olhos cansados, ele viu na sua frente um sapo. Um sapo azul.
16.Chegou bem perto do bicho, e lambeu suas costas molhadas... respirou profundamente, esperou a morte chegar.
17.Que nada... horas se passaram assim, ele, a lama e o sapo. E nada.
18.Virou-se para o céu, e viu que na copa das árvores havia milhares de bromélias em flor e delas explodiam sapos azuis.
19.Levantou-se, espreguiçou-se longamente, tirou a roupa e percebeu, que era uma pele nova que o revestia, igual ao sapo azul.
20.Ali então ficou. Morando naquela floresta. Aquele que encontra com ele, seja homem ou mulher, por ele fica encantado. Ele então, entrega seu beijo. Depois de morto, o beijado, ele o coloca no rio e deixa as águas levarem o coitado.
21.As populações dali de perto, quando encontram um corpo no rio, olham logo se a sorriso no rosto do cadáver.
22.Se sorrindo ele estiver, logo um fala; "Esse aí, beijou o sapo!"


...Feliz Dia das Bruxas...

10/28/2004

Dia Santo!



Oh Glorioso São Judas Tadeu
Convocamos a sua Proteção
Com a Graça que Jesus te deu
Para aclamar a nossa salvação!

Viva São Judas Tadeu!!!

Acho lindas essas Imagens de Santos... Tenho que Fazer o Batatada de São Judas Tadeu

10/26/2004

Ode Ao Burguês de Mário de Andrade (1893-1945)





Eu insulto o burguês! O burguês-níquel,

o burguês-burguês!

A digestão bem feita de São Paulo!

O homem-curva! o homem-nádegas!

O homem que sendo francês, brasileiro, italiano,

é sempre um cauteloso pouco-a-pouco!



Eu insulto as aristocracias cautelosas!

Os barões lampiões! os condes Joões! os duque zurros!

que vivem dentro de muros sem pulos;

e gemem sangues de alguns milréis fracos

para dizerem que as filhas da senhora falam francês

e tocam o "Printemps" com as unhas!

Eu insulto o burguês funesto!



O indigesto feijão com toucinho, dono das tradições!

Fora os que algarismam os amanhãs!

Olha a vida dos nossos setembros!

Fará sol? Choverá? Arlequinal!

Mas á chuva dos rosais

o êxtase fará sempre Sol!



Morte à gordura!

Morte às adiposidades cerebrais!

Morte ao burguês mensal!

Ao burguês cinema! ao burguês tílburi!

Padaria Suiça! Morte viva ao Adriano!

" — Ai, filha, que te darei pelos teus anos?

— Um colar... — Conto e quinhentos!!!

Mas nós morreremos de fome!"



Come! Come-te a ti mesmo, oh! gelatina plasma!

Oh! purée de batatas morais

Oh! cabelos nas ventas! oh! carecas!

Ódio aos temperamentos regulares!

Ódio aos relógios musculares! Morte e infâmia!



Ódio à soma! Ódio aos secos e molhados

Ódio aos sem desfalecimentos nem arrependimentos,

sempiternamente as mesmices convencionais!

De mãos nas costas! Marco eu o compasso! Eia!

Dois a dois! Primeira posição! Marcha!

Todos para a Central do meu rancor inebriante!



Ódio e insulto! Ódio e raiva! Ódio e mais ódio!

Morte ao burguês de giôlhos,

chorando religião e que não crê em Deus!

Ódio vermelho! Ódio fecundo! Ódio cíclico!

Ódio fundamento, sem perdão!



Fora! Fu! Fora o bom burguês!...

10/25/2004

Mas uma sobre a linda Natureza e seu Estilo Natural



Tão aclamada pelos moralistas, a Natureza é sempre citada para reclamar as condições e comportamentos naturais. Sempre "os infelizes" falam; "sou contra a "qualquer merda que ele sempre quis fazer mais tem vergonha de admitir" porque não é natural, não é de Deus. Deus criou bla bla bla" e assim vai.

Pois aqui vai, mais uma historinha verídica pra que a gente posso entender um pouco mais da tal Natureza, e assim, poder ver que, na sua terrível crueldade ela não é tão castradora e matemática como dizem.

Mamãe hipopótamo teve um lindo filhotinho e resolveu levá-lo pra que o bando pudesse conhecê-lo. Uma graça de criancinha, tão doce e inocente, carregava em suas formas infantis, toda a candura e delicadeza que se espera de um filhote redondinho, rechonchudo e meigo.

Mamãe hipopótamo estava feliz com sua doce cria, tão duramente concebida e agora, lépida e viva, a seguia para o seio do bando. Mas no bando, havia um grande e mal humorado rapaz, que ao ver Mamãe hipopótamos chegar, com aquele fofura ao seu lado, partiu para cima dos dois, e deixou o filhote em pedaços.

Como o Sr hipopótamos não come carne apenas o estraçalhou e assim fazendo, garantiu o jantar dos peixes e crocodilos do lago. Mamãe hipopótamo, transtornada ficou, e tentou reavivar seu bebe em pedaços. Vendo que nada sobrou, seguiu feliz e faceira com seu bando e caiu de amores pelo assassino assanhado.

É assim a Natureza. Nada julga, nada condena. Por isso, quando falarem dela novamente, tentem entender seus movimentos ou a deixe fora de seus discursos moralistas e fedorentos.

10/22/2004

Seria cômico...



Mas uma vez a vida imita o Cartoon, ou, os Contos de Fadas. Por isso, começo essa história trágica de forma romanesca...

Era uma vez, um guri loirinho, quase um elfo tadinho, bem bonitinho mesmo, que gostava de ursinhos. Colocava em todos eles, nomes de bichinhos fofinhos e os tratava como pequenos amiguinhos. Isso tudo, numa grande floresta do Alasca, onde toda a ursarada estava em desespero pra trepar e se alimentar. Tinha que ser tudo, antes do inverno chegar.

Mas nosso guri loirinho, no meio dos ursos entrava, e com o cinegrafista falava, mostrando para nós - que seguros em casa estávamos - o quão mentirosos eram os caçadores de ursos, quando diziam pro mundo, que eram maus e assassinos. Que nada...

- Lá está o Bauble, meu preferido - falava pra câmera o loirinho - vem cá meu queridinho, vem... Olhem como ele é lindo estraçalhando um salmão, que pegou no ar, com seus dedinhos que mais lembram um molho de facas afiadas.

Isso se passou durante o verão, onde todos os Ursos estavam muito preocupados com o sono de inverno. Saibam vocês, que, aqueles que não comem muiiito e engordam horrores, podem não acordar no próximo verão... dormir pra sempre na fria estação.

Pois o fim do verão estava chegando, Don Loirinho e sua equipe, ainda insistiam em provar para o mundo, que seus amiguinhos felpudos eram puro amor e carinho. Ora, vejam vocês, um ou outro ursinho, ainda muito magrinho, desesperado com a longa noite de sono, foi atrás do seu amiguinho elfo loirino e, sem pestanejar, abocanhou ele inteirinho e, de sobremesa, comeu o câmeraman. Ficou assim gordinho e foi a caverna dormir, seu sono de inverninho, com a certeza que no próximo verão, faria nova refeição.

E assim acaba a história - verídica - do garotinho loirinho, amigo dos animais bonzinhos e os tratou com tanta ternura e carinho que doce ficou. Então, o bichinho esfomeadinho... o comeu inteirinho.

Demorei um pouco pra parar de rir e ficar com pena de tal gurizinho. Pena por ele pensar que os animais têm a nossa forma de pensar e de entender as coisas, de achar que a floresta é uma rua com crianças abandonadas e ver ele jogar, toda sua boa intenção, por água a baixo. Ele queria mesmo, era provar pro mundo, que não deveriam matar os Ursos, como estão matando por lá. Acabou ajudando a da mais motivo pro divinal humano, julgar melhor esse animal e assim, tirar a vidas daquelas feras, que não merecem viver. Pois não sobram retribuir tanto amor que foi lhes dado. Agora, me respondam... porque o ser humano é tão imbecil assim?! Que Deus abençoe esse guri loirinho.

10/20/2004

Um Chato no Chat a Muito tempo atrás...



Rindo muito, isso ficou meio "Esperando Godo" do Samuel B.num chat. Guardei prara mostrar pro BUM e acabou ficando aqui. Tô postando pra quem quiser rir um pouco. Ta conversa de doido mesmo... Ah! Divirta-se.


[Paty] oi!
[Aninha] q foi?
[Paty] Quero teclar?
[Anônimo] o q é 0,6!?
[Paty] Alguém quer teclar?
[Normal] pq estamos aqui? Como é viver assim? Estou tão carente de respostas?
[Paty] oi!? Ë comigo?
[Normal] isso num era pergunta
[Aninha] viu?
[Anônimo] vi sim..
[patus] q bom
[Aninha_daki] eu tô assim ó: d[0.0]b
[Aninha_daki] e vc tah bein?
[patus] acho q sim
[patus] quer dizer...espero
[Aninha_daki] bom tamém!
[Aninha_daki] c tah esperandu mesmu?
[patus] to
[patus] quem sabe né?
[Aninha_daki] é
[patus] um dia vem
[Aninha_daki] sei lah... eu naum espero naum!
[Aninha_daki] pra onde?
[patus] pois é
[patus] mais eu nào posso sair sem ver
[Aninha_daki] am... tah entaum..
[patus] se não...
[patus] to frito
[Aninha_daki] ...?
[Aninha_daki] fritandu?
[patus] nào, to frito... to ferrado... to fudido
[patus] se não esperar
[Aninha_daki] pohha!
[Aninha_daki] tah, entaum espera... e espera muuito!
[Aninha_daki] tah esperandu u que?
[Aninha_daki] vai esperar!
[Aninha_daki] ja!
[patus] o cara, oras
[patus] o cara
[Aninha_daki] q q tem o cara?
[patus] tem q eu tenho q esperar até ele entrar, se não to frito...
[Aninha_daki] e ele vai te salvar?
[patus] acho q sim...
[Aninha_daki] ou naum é?
[Aninha_daki] né...
[patus] nem brinca
[patus] nem brinca com isso
[Aninha_daki] caralhoooo.. tam um alarme insuportavel do carro do vizinhu aki.. e naum para, e eu num posso aumentar animal o som pq minha miga tah dormindo no quartooo....
[patus] ih... será q foi... ih... q estranho...
[Aninha_daki] foi onde?
[patus] acho q eu to viajando já, tb já roi todas as unhas das mãos e dos pés, esperando...
[patus] daqui a alguams semanas... dia 2
[patus] e vc?
[Aninha_daki] aham..
[Aninha_daki] brigado
[Aninha_daki] parabéns também..
[patus] obrigado tb
[patus] vc gosta dessas coisas?
[Aninha_daki] naum
[patus] nem eu
[Aninha_daki] q som c tah baxando?
[patus] nenhum
[Aninha_daki] am..
[Aninha_daki] pq?
[patus] num achei nada aqui
[Aninha_daki] opçaõ naum falta!
[Aninha_daki] pohha!
[Aninha_daki] nada?
[Aninha_daki] q som c tah procurando?
[Aninha_daki] saiu final de semana?
[patus] uma mulézinha q canta jazz, a Jane Mornhet
[patus] saio
[Aninha_daki] aham..
[patus] é né, tem q sair se não...
[Aninha_daki] aki tem mais eletrônika q eu saiba, mas é internacional em geral... tem bastante coisa..,
[patus] tem sim, mais depende da hora
[Aninha_daki] tem mesmu, fico loka sem sair!
[patus] agora mesmo, num tem nada
[patus] o q é 0,6?
[Aninha_daki] nada du que?
[Aninha_daki] sei lah.. o q é?
[Aninha_daki] numeros,,
[Aninha_daki] muitos numeross
[patus] ahm
[patus] e sabia...
[patus] nada do q eu quero...
[patus] ih, mais num chega nunca
[Aninha_daki] aiai..
[patus] a espera é uma coisa interminável, não?
[patus] tem horas q dá vontade de rancar os cabelos
[Aninha_daki] ranca tudo... q q c tah esperandu? quem é o cara???
[patus] o IORRA!!!
[patus] patife
[Aninha_daki] ??
[Aninha_daki] tah... e quando ele chega seu loko?
[patus] ele disse q seria logo...
[patus] to esperando...
[patus] e graças a vc, não morri de tédio
[Aninha_daki] ah poisé!
[patus] é né...
[patus] q bom
[patus] vc tem irmào fanático por computador tb!!!
[Aninha_daki] huHAUHA... vc tem?

10/19/2004

Eu, M e o Mauricius.



Há tempos nessa cidade aqui, ia abrir uma boate chamada Madame Kaus. Uma réplica, mau ajambrada e de muito mau gosto, de uma já réplica chamada Dr Smith no Rio de Janeiro. Claro que era um lugar com pretensões de mostrar "ao mundo" o quanto Niterói é cafona e mofada.

Bem, eu e M. fomos convidados para trabalhar como RP (Relações Públicas) desse muquifo de Mauricius e Pats dessa cidade bizarra. Pra mim, o convite foi super informal, encontrei um pateta na rua q falou: "Vamos abrir uma casa que é a sua cara e precisamos de você por lá..." - Casa que é a minha cara?! Quem essa gente pensa que é pra saber como é a minha cara?!

Enfim, por causa da forma do convite, pensei; "vou faturar um trocado, vou trabalhar nessa merda." E fui... Encontrei M. lá, no dia da tal entrevista (porra, neguzinho me pára na rua, diz que precisa de mim e me chama pra fazer "entrevista de emprego"... como assim?!). Foi um reencontro fabuloso, pois não nos víamos há muito tempo e por isso, soltamos o verbo. Tagarelávamos como dois viciados!

A emoção de ver M. ali foi tão legal q nem me dei conta que estávamos ali. Até a hora q o Tal Dono da Merda, pediu para ficarmos calados pois ele estava falando, e pra isso, se utilizou da velha frase feita: " Quando um burro fala..."

M - Olha só, meu querido, pra mim, burros não falam... e se falam, eu não os entendo...

Ri muito, porém, nos calamos logo quando podemos ver nos olhos do Dono da Merda que ele não estava brincando. E por isso, ele começou muito bravo seu discurso de boas vindas...

Dono da Merda - Olha só, estava analisando o currículo de vocês - nós havíamos feito o currículo ali na hora, pois nem sabíamos q seria necessário levar currículo pra trabalhar em porta de boate chinfrim - e vi que tem gente aqui que fala até russo - M. fala russo fluente e é Negona, um luxo - o que muito me impressionou, porém, fiquem vocês sabendo que, quem manda aqui sou eu, e não é porque vocês sabem mais do que eu que não terão que cumprir minhas ordens e bla bla bla...

Eu ouvi tudo calado, e tentei me manter calmo com a antipatia do tal Dono da Merda. Até que ele resolveu apresentar o uniforme. Uma calça preta, uma camisa cacharrel uva, e um colete preto - peça de vestuário que eu não usaria nem se estivesse me afogando na baia de Guanabara - com a marca da boate, que não passava de um alvo, estampado atrás. O que era aquilo?! Foi o cara falar a palavra mágica e eu pular da cadeira;

Dono da Merda - Vocês usarão isso de segunda a segunda...
Eu - Nem pensar!!! De jeito nenhum eu coloco essa roupa bichinha suburbana, meu filho... escuta aqui, até ser mandado por alguém mais burro que eu, agüentei sem reclamar porque sei que gente burra é muito fácil de manipular. Agora, daí a ter que ficar vestido dessa maneira é um pouco de mais. Nem pensar que alguém vai me ver assim!!!
M - Imagina isso, realiza!?! Alguém que a gente conhece, aqui nessa cidade minúscula encontrando a gente com um alvo escrito Madame Kaus nas costa!?
Eu - Olha só, todo arrepiado!!!
M - Vamos embora e fingir que isso não aconteceu.
Eu - Vamos agora!!! Se demorar mais um pouco eu saio gritando Socorro daqui. - para M - Mas o que você fez que sumiu de vez?!
M - Ah, não to podendo sair mais não, tenho estudado muito, acabando o mestrado bla bla bla...

E assim fomos eu e M. de lá pra fora, numa tagarelisse sem fim, e, se alguém falou alguma coisa... hummm, juro que não ouvi. Também não entendo o que os burros falam.

Uma singela homenagem ao governo Lula que, como eu sobe, ao ler num artigo pela Internet a fora, está querendo nivelar tudo por baixo.

10/16/2004

Onde é o fim da linha?



Estava eu na Loteria, indo pagar um boleto, e me deparei com uma cambada de velhinhos na luta para ganhar 1 milhão de reais. Mas eram velhinhos em plena decrepitude tentando a sorte. De cara eu pensei; "como esse povo vai aproveitar essa grana?" Corre o risco de saber da notícia e meio que partir dessa para melhor, justamente por causa da mesma. Quem entende a humanidade e o dinheiro?

Mal comparando me lembrou de uma festa que fui com "um mala", que era bem mala mesmo. Chegamos na festa - festa de mala - eu olhei, olhei e não vi nada. Nada me via também! Aí corri para o bar da festa e fui encher a cara. E assim foi, noite inteira, bebendo todas e brincando de homem invisível, até a hora que o mala veio com o velho vamos embora... Claro q fui correndo e o babaca me encontro no carro, já com o cinto e feliz da vida. Bem, nas "indas e vindas" da manobra pra tirar o carro, o bolha solta essa;

Mala - Caramba, quem era aquela loirinha gostosa que ficou te dando mole na festa o tempo todo? A garota te comia com os olhos... porque tu não pegou?
Eu (batendo no vidro) - Vamos voltar!!!
Mala - A festa acabou, não ta vendo? É de manhã, seu babaca...

A festa acabou... Pois é meio isso, 1 milhão de dólares na mão de alguém que está com o pé na cova - pelo menos aparenta isso. Mas eis que um dos passados, carregava com ele, o seu futuro, bem seguro nas mãos, pois se soltasse, o pestinha sairia quebrando tudo e, provavelmente, correria como um foguete para o meio da rua, justo na hora que viesse um ônibus - numa rua que nunca, jamais passou um ônibus, mas eles conseguem isso - e isso ia acarretar um bocado de problemas. Firme e seguro nas mãos do passado, o futuro, um pouco entediado, questiona;

Futuro - Ô Vô, o que você ta fazendo aqui?
Passado - To tentando ganhar 1 milhão de reais.
Futuro - Pra quê?
Passado - Pra te comprar uma fabrica de brinquedos.
Futuro - Mas eu não quero uma fabrica de brinquedos.
Passado - Claro que quer? O que mais uma criança poderia querer?
Futuro - Não quero não!!! Saco, vocês nunca me dão o que eu quero!!!
Passado - Cala a boca!!! Olha os outros olhando pra você fazendo cara de chorão... que coisa feia...

Não é à-toa que as pessoas falam que o futuro é incerto e imprevisível...

10/13/2004

Nunca pensei



Que um programa de uma rádio pudesse me fazer tão feliz. Ontem fiquei meio que nas nuvens ouvindo o excelente programa da Lílian Zaremba e a minha historinha sendo lida pela Dona Esther no meio daquela gente toda importantona. Fiquei besta até! Dava até pra responder a pergunta; "Quem você pensa que é!?" na boa.

Tudo tomou uma proporção gigantesca em mim, e me senti reconhecido. Isso é bom de mais!!! Dormi bem de ontem pra hoje, bem tranqüilo... bem acalentado pelo carinho da meia noite no rádio. Eu na rádio MEC FM... quem diria. Rádio toda voltada para a informação e educação de maneira dinâmica e eclética. E eu fazendo parte num pedacinho dessa história e pela segunda vez!!!

A primeira foi com o "Ameno Reseda" - um grupo de música barroca que me convidou para fazer a direção cênica. Eram 3 mulheres lindíssimas; uma tocava violoncelo(Gabriela), a outra cravo(Luciana) e a ultima cantava como uma sereia(Luanda). Se apresentaram na Rádio MEC FM e tiveram a direção cênica muito elogiada pela apresentadora e entrevistadora do programa. Era eu, tirando a maior onda!!!

Agora a Lílian, me coloca lá, de maneira divertidíssima e carinhosa pra ficar na crista da onda de novo. Eu mereço isso?! Sei lá... Mas tenho que parar rápido de reclamar da vida... Sou uma pessoa de sorte. Deve ter haver com meu nome isso... kkkkkkk!!!

É veinho, agora dá pra responder a pergunta;

Eu - Quem? Eu? Penso que sou Sóter França Jr e, se tem um pouco de bom gosto e anda ouvindo a mídia que seres humanos devem sempre ouvir, com certeza sabe quem sou... Agora, se você não tem esse bom habito, meu amigo, tentar de explicar pra que?! Acho até melhor que não saiba nada sobre mim... A distância se faz necessária em hora como está. - Muito besta não? Culpa da Lílian Zaremba... Criou um monstro!!!

Tenho Outro Amigo me divulgando por ai... O Macarra! To com tudo, e te digo, to bem proza também!!!

10/12/2004

A Mulher que Fala com a Lua -
Hoje, Meia Noite - Na Rádio MEC - 98,9FM



De Sóter de Araújo França lido por Esther Lucio Bittencourt programa da Lilian Zaremba texto tirado do site Suave Clorofila

Agora é dia por aqui. Dia claro por seis meses. E assim, a gente vê o Sol passar, bem devagar... devagarinho... Esse é um período bom, pois não faz tanto frio. E a gente sai por ai, às ruas estão cheias e os rostos rosados. Vejam esses sorrisos! Isso mostra que ainda é dia por aqui. A luz traz muita coisa boa para nossa gente. Divertidas brincadeiras, ótimas lembranças, calmaria... Como demora o entardecer... É sempre assim. Parece que o Sol está pra morrer... Que nada! Tão cedo não se vai. E os dias passam, as sonecas são curtas - como um descansar após a bóia. Quando se come? Quando se dorme? Quem se importa? É dia aqui!

Mas quando se sente o vento... O vento! Assim que se repete muito o vento é que é a hora! Basta olhar o verde aqui de volta... Vai ficando claro... clarinho... clarinho... até ficar cinza. Ai embranquece tudo. Mais não neva de cara, não... Cai de mansinho... Tão pouquinho. E a luz se apaga como o começo de um espetáculo. Um lindo espetáculo! A aurora boreal!
O início de uma obra que durará seis meses a partir desse momento! E lá se vai o Sol... É disso que estou falando. Da noite que parece eterna.
Antes de tudo, vê-se no longe a aurora. E só uma moça sai à rua nessa hora. Ela vai cantar pra lua! Ela fala com a Lua! Bem, ela diz que fala... eu não acredito. Mas gosto de escutar... É bonito! Que importa se é verdade ou mentira? Me cativa... então, escuto...
Ela se veste de azul e negro, os cabelos soltos, a pele branca, os olhos azuis clarinhos... como um espírito... ou como imagino que sejam os mortos... Ela anda macio no chão branquinho - como se calçasse apenas meias - e se senta no banquinho. Ai ela espera a Lua. Que sempre vem depois da aurora.
Às vezes vem cheia, às vezes vem fininha. Mas sempre vem!

Quando a lua amarela desponta das pedras, de cima do lago... Ela cantarola. Começa a balbuciava um som, com a boca fechada, como quando se faz ninar as crianças daqui. Tão tranqüila.Tão calma... Sabe, as crianças ficam tristes nessa época, pois vão ter que ficar muito tempo em casa. Morrem de medo de enfrentarem a noite eterna... Correm que se pelam da lua no lago! É por causa de uma lenda que aqui vigora. Eu não acredito. Mas... bem, é mais ou menos isso: Uma doce garotinha foi ver a lua no lago, e ouviu a voz da lua muito clara. Elazinha então, paraliso-se por inteiro. A lua ciumenta disse:

- Não gosto que me deixem só nesse grande lago frio. Se veio até aqui, então cante comigo... - e não contente com a reação da menininha pálida de medo, implorou - Pro tempo passar mais rápido... Canta vai! O que te custa?

- Mas eu... eu... eu não sei cantar nada - respondeu a pobrezinha que nem se mexia, deslumbrada com os olhos da lua.
Então a lua, paciente e garbosa, ensinou a garotinha, os primeiros acordes da sua canção preferida... Fez dos barulhos da noite uma orquestra e da canção um mantra. Repetiu-a várias vezes... e a menina, como que hipnotizada saiu a cantarolar essa cantiga:


"Porque minhas vontades
Não se cessam aqui?
Luar e Vento...
O que mais posso pedir?
Gosto disso como quando sinto
Que posso parar o tempo
Mas isso não basta em mim!
Isso nem me faz esquecer
Que existem outras coisas
Que existe você...
Há quanto tempo vou viver
Com luar e vento
Mas sem beijar você?"


E, sendo assim, ainda cantando essa musiqueta, caminha pro lago frio pra beijar a lua... Beijar a lua! Vejam vocês! E dizem que a lua no lago fazia beicinhos doces, pedindo os beijinhos da guria... Onde já se viu?
Eu não acredito em nada disso! Bobagens. Crendices. Mas tem essa moça do escuro - é como ela é conhecida por aqui - essa que sai na aurora e senta no banquinho para cantar pra Lua... falar com a Lua... Só sei que essa Dona... Como é mesmo seu nome? Ah! Quem se importa com nomes? Enfim... Essa Dona do Escuro disse pra todos que ouviu - agachada numa moita - quando ainda era bem pequenina, a canção da lua, e por isso, durante esses seis meses que se faz dia, fica em casa, no escuro... esperando pela Lua. Quando as noites chegam... Lá vai ela pra rua...
Olha lá! Num disse, ali vai ela! Nossa! Como é linda! Misteriosa... Já é natal? Acho que ainda não... Dizem que o Natal é uma noite mágica... e além do mais, dizem por ai que... Shiii! Olha, ela tá cantarolando... Será que existe alguma coisa mais mágica que isso? Será? Que lindo...

Fim

10/10/2004

Pois então...



Difícil não me apaixonar pelo novo livro que estou lendo, pois a história já começa com a descrição de um homem muito estranho; Alexandr Petrovitch, seu primeiro nome.

Ele era na verdade um assassino que matou sua esposa dias depois do casamento, por ciúmes, e, desde então, tornou-se taciturno e recolhido, não gostava das pessoas, tinha respostas atravessadas que evitavam o continuar de qualquer diálogo. Uma das atitudes do carinha para desbundar seus interlocutores era ficar calado, com um sorriso nervoso, olhando fixamente para o oponente sem proferir um movimento extra. Como se estivesse trincado.

Engraçado foi quando eu li um trecho do livro, onde o narrador, que se mostra muito curioso pela figura, o convida para um "qualquer coisa" em sua casa. O sujeito então o olha friamente e sai atabalhoado pela rua, completamente desesperado, como quem foge de um assaltante.

Enfim... de alguma maneira me vi nessa personagem... Meu adorado "escritor preferido" retratou a minha alma, ou me influenciou muito a mudar meus modos daqui pra frente. Acho que veio a calhar ter as Recordações da Casa dos Mortos.

Valeu Shirley Rox!!!


"Convidei-o repentinamente a minha casa fumar um cigarro. Não consigo reproduzir o pavor que se pintou nos seus olhos. Desconsertado, balbuciou algumas palavras sem nexo, e de súbito, com os olhos túmidos de ódio, pôe-se a correr na direção oposta..." - Dostoievski - "Recordações da Casa dos Mortos"

O que tem rolado na Novela do Pato!



Miriam ( sem email / sem homepage) escreveu: "COMECEI DE NOVO ", a snopse da novela das dezenove horas mais sem informação da televisão brasileira:
Estropícia achava que tinha esquecido Andrei Ivano Vich Vaporubi, mas sua rinite crônica não a deixava enterrar o passado e nem o rapaz. Todas as noites, quando ia pra cama, o nariz entupia e ela se perguntava: onde deixei Andrei Ivanovich Vaporubi? Já Andrei Ivanovich, o vaporubi, é um homem rico, respeitado, mas infeliz. O pai adotivo jamais revelou seu trágico passado: ele algum dia já foi OTRIVINA, um outro tipo de vício da rinite de Estropícia. Traído por seus amigos de infância, pela namorada, pelo padrinho, pela empregada e pelo farmaceutico, Andrei Ivanovich vapourube ainda foi atingido por uma pedrada da janela do Novox, e quase morreu. Andrei foi levado pra Rússia por seu padrinho, Ivan Mishkinhodimaisdaconta, o bruxo horroroso que além de enfeiar a novela estraga o horário do jantar, dá nojo ver aquilo, comendo. "

Se um dia eu parar de rir disso, eu volto a rir na mesma hora!!! To quase chamando uma ambulância aqui... completamente sem ar!!!

10/07/2004

Batatinhas desgraçadas




Batatinhas desgraçadas
Se esparramam pelo chão
O Viskiquinho quando entra
Dá um Zé no cabeção

Quando deita fica bão
Mas se levanta, doidão
Roda tudo, faz suar
Dá vontade de vomitar

Fazem bobagem depois não agüentam
Ficam assim, lambendo sabão
Tão bobinhas... amassadinhas...
De pileki do festão...


Achei isso nas minhas coisas... acho que foi a RaqK que escreveu. Num tem aqui... Será que fui eu? Enfim... é a minha cara do meu momento atual... Uí, ta foda ficar sobrio perante tanta birita. Que Deus me mande mais e mais e mais e mais...

10/05/2004

Meu Rock's Apillll....




Posted by Hello


A Gita me pediu para fazer a logo pro Ravana, esse banda aí de cima. Eu então, com muita alegria, acabei criando isso. A Lu é a vocalista da banda, é a guria de vermelho no desenho, e o baterista não está pelado à-toa; É como ele curte tocar. Adoro essa banda, é praticamente de mulheres muito divertidas e um guri super engraçado. O Máximo!!! Fiz com o maior prazer. A baxista, se não me engando se chama Cappelletti e é de uma elegancia de deixar qualquer um tonto. Vou catar o link do Flog deles ou postar uma foto deles aqui.. pera aí.


Ravana
Posted by Hello

Luciana Lazulli - vocal
Gita - guitarra
Flavia Cappelletti - baixo
Alexandre Diniz - bateria

10/02/2004

Mamãe!!! To na Rádio Mec!!!



A poesia de Hilda Hilst, sua história incomum, alinhavada na fala de outros poetas, como Esther Maria Bittencourt e Sóter França Jr.(veja imagem) será o tema do programa RADIO ESCUTA
terça-feira, 12 de outubro, meia-noite, MEC-FM.


Posted by Hello

clique na imagem para ver no tamanho exato

Segundo Lilian Zaremba!!!


9/29/2004

Rindo MUITO!!!



"ah, brasileiro é uma desgraça mesmo. já viram a comunidade da estonia aqui no orkut? só dá brasileiro enchendo o saco lá, menosprezando a cultura deles e coisas do tipo" - Thiago(esse eu nem sei quem é)


×××××


"TODO MUNDI CONVIDADO PRO JANTARADO
NA COZINHA DO PATO FRANCESO E PRENDADO
PODE LEVÁ QUENTINHA
SÓ NUM PODE LEVÁ OVO ETRAGADO
CUIDADO COM AS COISAS ESQUISITAS
MAS TODO MUNDO OLHA E PASSA O RODO (molhado, só pra rimar)
QUEM QUISER IR NO BANHEIRO TEM QUE ESPERÁ O "BATATA SENTADO"
E QUEM FICÁ BÊBADO PODE SÊ DA JANELA JOGADO
PELO TARADO DO NOVOX QUE MORA NO PRÉDIO AO LADO
E TÁ COM ÓDIO PQ NUM FOI CONVIDADO
TODO MUNDI FELIZ PORQUE É O JANTARADO ..." - Miriam


Acho q`eu nunca ri tanto assim em toda minha vida!!! - Eu

9/28/2004

Quanta Honra!



Saber que você consegue alegrar pessoas com algum talento que possui é um prazer insano. Eu adoro. Ter o reconhecimento disso, por pessoas que você ama - e ainda de maneira indireta - chega ser uma festa! Uma festa no coração, na alma!

Bom, pois mesmo em grande perigo, me volta a notícia de forma sublime. Agora é fácil falar sobre isso, pois a tempestade passou.

TioN., mais uma vez, foi parar num hospital com as velhas dores no peito e com a constatação de que rolou o previsto. Porém, dentro do possível, ocorreu uma operação e TioN., mais uma vez, está são e salvo.

Assim que acabou a tempestade e TioN. pôde olhar para o médica e receber a ótima notícia que estava fora de perigo, muito preocupado ele logo resmungou;

TioN - vamos lá doutor, vai dizendo logo o que eu posso ou não posso fazer... mas eu preciso saber uma coisa logo, eu poderei comer macarronada e tomar vinho tinto nos almoços de domingo!?

Doutor - Claro, Sr N., o senhor poderá comer e beber essas coisas tranqüilamente...

E assim, TioN. sorriu aliviado... Agora, onde eu entro nessa história? Oras, quem você acha que prepara essa tão amada macarronada e escolhe o bom vinho - nos calorosos domingos em família - para que vale a pena - pelo menos para TioN. - viver mais um pouco?

9/26/2004

Six Feet Under!



Assisti isso hoje, agorinha e to acabado... Era à parte em que o guri está indo para a mesa de operação e não sabe direito de volta ou não... doido isso! O programa todo era ele tendo que resolver pendengas e o final, é a família na sala de espera... doido isso!!!

Mas eu fiquei calmo, até bem perto do final pensando; "como ele tem coragem, como ele é homem". Até vê-lo deitar no colo da mãe e chorar como um bebe assustado e dizer; "estou morrendo de medo, eu não quero morrer." - muito doido isso!!!

Aí eu chorei e me lembrei de uma época em que pensava em, "como seria minha morte?" e me deparei com as fotos dos rochedos do fim do mundo. Éramos eu e P., ela falava de como seria a morte dela enquanto eu olhava na parede os rochedos, o céu azul, e o mar bravio. Assim que escutei o silêncio, olhei pra ele, lhe dando a certeza que de nada que ela disse havia me entrado a mente, e falei:

- Estarei um dia ali, nesses rochedos do fim do mundo, e pularei dando um fim a minha vida. Me atirarei ao mar gelado da Normandia, e tentarei, se chegar nas águas com vida, nadar até a Irlanda... ou Groenlândia, sei lá... sei que assim acabarei com minha vida, e não será suicídio!!! Será uma fuga desesperada de mim mesmo...

Éramos jovens e faziamos planos... passou-se tempos e me vi nos rochedos do fim do mundo. Primeiro na base, depois no auto. Juro que pensei; "Essa é a sua hora, vamos lá!" Mas não fui... Me lembrei da voz doce que na noite anterior havia me falado sobre quão lindo eram os rochedos que iria visitar no dia seguinte, era a minha sereia, que cantava lindamente, do lado errado da praia...

9/23/2004

Novox!!!



Tudo que caiu nos meus pés eu tirei a chutes. Simples assim... Mas, em um dos papeis estava escrito "Novox". Não esperei muito tempo não, pois sabia que tudo era sujeira.

Novamente olhei pro auto, pra segunda janela do lado esquerdo da fachada espetacular e vi lá no fundo da escuridão daquela varanda de mármore; um brilhinho... Só não soube se eram olhos ou de um sorriso safado.

- Novox!!! - gritei - Novox!!! Aparece Novox!!! - fiquei berrando isso até juntar uns bebuns e me ajudarem na opera...

- Oh Novox!!! Aparece aí, seu bosta!!!


Aos poucos o brilhozinho foi se afundando pela escuridão da varanda até sumir como um navio em um fogue... Assim que não vi mais o brilho, e que já chutará tudo a minha volta, dispersei-me da multidão de bêbados idiotas e segui o caminho que já vinha fazendo antes de receber tantas papeladas pela cabeça...

- Novox! - gritavam eles - Taca agora a sua mãe, Novox!!! Desgraçado!!!

Por mim... Tanto faz o que deixei pra trás, meu caminho é pra frente mesmo... Novox!!! Lição de vida.

9/21/2004

Quem tem tá Bem!!! 



Posted by Hello

Eis aí as fotos e a montagem q fiz da UNDERpoP, uma nova griff de bolsas de uma grande amiga chamada Renata!!!

é uma coisa de doido isso...

se quiser ver mais, entra em contato;

- patopurifc@hotmail.com -

9/20/2004

Morto pela Curiosidade



TioN me contou que, em anos idos, bem perto da década de 40, aqui no Brasil, mas exato, em Campo Grande, MS., um médico famoso pulava carnaval em um clube da cidade quando, sem mais porque, resolveu passar em casa. Lá chegando pegou sua esposa com um outro carinha e os dois estavam nus, e felizes... Deviam estar bêbados!!!

O médico conceituado e muito nervoso, pegou sua arma na gaveta enquanto os dois riam e riam e riam sem parar - mesmo constrangidos - apontou a arma pra eles e disse;

- Bem, vamos lá, sou um médico, eu salvo vidas e não as tiro, mas, se não fizerem exatamente o que eu mandar, prestem atenção, eu os mato! Vai você - para a esposa nua - faça suas malas. - ela assim obedeceu, e não parou de rir - agora você - para o amante nu - carregue a mala dela e vamos.

Sendo assim, saiu com os dois pelados e as gargalhadas, andando pela cidade até chegar na estação de trem - ou melhor, cruzaram a cidades nus com o doutor atrás apontando sua arma. Ao chegar na estação, o médico comprou duas passagens e os obrigou a entrar no trem nus. Eles, rindo mais ainda, nem pensaram em desobedecer, como duas hienas entraram no trem - sem que ninguém tivesse a coragem de contestar - e, rindo entraram, rindo ficaram e rindo se foram...

Então eu perguntei

Eu - Eles riam de que, TioN?
TioN - Vai saber?! Deviam estar muito bêbados...

Me deu uma raiva isso... Passarei o resto da minha vida querendo saber de que essa gente ria pelada no meio da rua, com uma arma nas costas... e... pra onde eles foram?! Pra onde um médica de tal época mandaria sua esposa e seu amante!?

Isso não se faz!!!

9/18/2004

Opinião Sobre a TVê




Cacete, quem inventou que é legal ver mulher dando fora em homem na TVê? Como tem comercial com esse apelo!!! Um cara querendo trepar e a mulher se mostrando superior, como se mulher não precisasse de sexo... Quando elas topam, é porque o cara tem cara de bem sucedido, é o galã da vez, o atleta bem pago... Será que neguzinho do marketing ta levando a sério essa porra de que quem gosta de homem é homem, e mulher curte grana!?

Tava vendo um canal especializado em divulgar a Globo e suas novelas e, a fofoqueira que lê como uma idiota, dizia que a modelo burra da vez não pode estrelar em uma novela. Conclusão; ele - apesar de lindíssima - não tinha talento para fazer novelas! Olha só, me responde uma coisa; como que o Cigano Igor conseguiu então? Teste do sofá? Jamais saberemos... Também, quem se importa?!

Porque não proíbem a participação de pastores evangélicos na TVê?! Ou melhor, deviam proibir era tudo!!! Se quer se manifestar, faça um canal fechado e tenha quem quiser, quem pagar por isso... É tão nojento vê aqueles porcos de Jesus em seus ternos poderosos dando sorrisinhos de superioridade e falando em humildade. Ta certo que o povo brasileiro é burro pra cair nas lábias desses cretinos, mas, eu não quero ver essa gente!!! Devia ser proibido... Religião é na igreja e vai quem quer.
Taí, Mudou de cara!!!


Mudei o Batatada, mas to meio assim assim... pois falta o conteudo...

9/16/2004

Não aguento Mais!!!


Olhar pra cara desse Batatada... Ou ele muda, ou ele acaba!!! Tudo agora, vai depender do meu saco, que já anda um pouco cheio...

"Eita caipirada boa!
Se for depender do teu saco, meu filho, num acaba nunca! Vai ficar nessa pendenga de acaba-num-acaba até desistir de acabar. Saco é um treco peludo, enrugado e indeciso, que fica balançando de um lado pro outro sem se decidir pra onde vai. Então vê se deixa de palhaçada... Quer mudar, tudo bem. Mas deixar toda essa gente orfã de Batatada é demais! Vamos te infernizar pro resto da vida!" - Raqk

9/15/2004

Como Não!?


Alguém me deixou um recadinho por aqui, um recadinho que dizia mais ou menos assim, "passa lá no meu flog que tem uma mensagem pra você". Pois eu passei, e a mensagem era sobre o pecado da Carne! Ora veja, meu caro mensageiro, se utilizar da Bíblia para falar sobre pecado é reviver o que se viveu na inquisição... é o novo; "queime as bruxas!?!"

Mas eu concordo contigo, quando me diz que a "orgia" é uma profanação, um sacrilégio ao corpo, templo da alma, alma essa que é a jóia de Deus. Porém, acho também que, qualquer ato sexual feito com "amor" - mesmo sendo várias pessoas trepando - é a manifestação de Deus na terra. Pois Deus é o Deus do Amor, o sexo é a confirmação disso e, se carregamos órgãos sexuais, porque não usarmos!?

Por isso, meu caro mensageiro, deixo-lhe aqui uma mensagem, que não vem da Bíblia - pois não quero ser mais um dos irresponsáveis que se utilizou da palavra em vão para seu bel prazer - e sim de mim, um ser criado por Deus e feito através do ato sexual;

- Ao invés de passar o carnaval acampado com um bando de homem feio - isso porque, segundo você, carnaval é a festa do pecado. Detesto carnaval também, por outro motivo, não sei samba... - porque você não passa trepando com a mulher (ou qualquer coisa de sua preferência) que você ama? A cada gozo que vocês manifestarem, sentirão a presença de Deus, posso te garantir. Além de contribuir para o amor na terra.

Pois então, que o Senhor seja louvado! Sendo assim, pelo amor a Deus, trepemos!!! Assim que nascem os bebes, criaturas dita "Sua imagem semelhança". E mesmo que da relação não se venham bebes - por "n" motivos óbvios ou não - que venha o gozo, forte e constante, pois a palavra de Deus é, nada mais nada menos que o som do amor vivido intensamente!

Posted by Hello

9/13/2004

Bebida clara ou escura?


- Como vocês preparam suas bebidas de chocolate: com bastante ou pouco chocolate em pó? E o leite, tem que estar quente ou frio? Eu gosto de Nescau bem escuro, meto logo três colheres das bem cheias, gosto de sentir o gosto mesmo. Quanto ao leite, depende muito do dia. Se estiver aquele calor infernal, vai geladinho. Mas se for aquele friozinho gosto, bem quentinho - claro! E tudo sempre batido no liquidificador, para eliminar as malditas "pelotinhas".

- Eu não bebo chocolate eu como! se vier em pó... eu cheiro!!!